Sinopse - "Ela é Nora Dearly, uma garota neovitoriana de 17 anos que sofre com a morte dos pais e vive infeliz aos cuidados da tia interesseira. Ele é Bram Griswold, um jovem soldado punk, corajoso, lindo nobre...e morto! No ano de 2187, em meio a uma violenta guerra entre vitorianos e punks, surge um perigoso vírus, capaz de matar e trazer novamente à vida. As pessoas tornam-se zumbis, mas nem todos são assassinos e devoradores de carne. Há os que lutam para que o vírus não se espalhe... Apenas Nora tem o poder da cura em suas mãos, ou melhor, em, seu sangue. Ela não sabe disso, e corre perigo. É papel de Bram protegê-la..."

Edição: 1
Editora: iD
ISBN: 9788516080372
Ano: 2012
Páginas: 480
Tradutor: Ana Luisa Astiz
Skoob: aqui
Avaliação: 4


Minha opinião  -  "Dearly, Departed"  é o primeiro livro da série "Gone With The Respiration" e traz Nora como uma das protagonistas. O livro começa contando a história de Bram Griswold tem início em 04 de julho de 2193 no Brasil. Bram também pode ser considerado protagonista, já que vários capítulos do livro são narrados por ele.  Além desses dois, ainda há capítulos narrados por Wolfe e Pamela e outros personagens. 


"Os monstros. Loucos, animalescos, descoloridos, arrebentados e desfigurados por arremessarem contra suas vítimas como uma pessoa aprisionada abaixo da superfície de um lago congelado, depois de bater contra o gelo na busca desesperada por ar... só dentes e famintos". (p. 10)


Dois anos se passam após o prólogo de Bram e estamos em 2195, situados em uma sociedade dividida em classes sociais, com modelos de comportamento antigo. Nora é uma jovem de dezesseis anos que é órfã e sua tia Gene é a responsável por ela. Gene aparenta ser uma mulher fútil, preocupada com status e em arranjar um bom partido. Ambas vivem nos Campos Elíseos.  Apesar de ter passado o tempo mínimo de luto, Nora ainda sofre com a perda de seu pai, um cientista brilhante considerado um herói da nação. Seu único consolo é a sua melhor amiga Pamela, que age de forma protetora com ela. São irmãs de coração.


"Na verdade, quando nossas mães nos apresentaram, meu cumprimento foi puxar uma mão cheia daqueles cachos para ver se eram de verdade. Ela respondeu me dando um soco no nariz. Foi amor à primeira vista". (p. 140) 


Pamela é uma jovem com atitudes mais submissas, por ser de uma classe social diferente de Nora. No início do livro chega a ser um pouco chata, mas conforme a ação vai se desenrolando, ela vai ganhando destaque.
A sociedade neovitoriana ainda sofre com os "rebeldes", que discordam totalmente da forma de governo:


"O movimento punk rejeitava a nova aristocracia que lentamente emergia da estrita ordem social. Para eles, nenhum título elevava um homem acima do outro. Apesar do crescimento, desejavam que o poder político permanecesse nas pequenas cidades e nas vilas do campo - nas mãos do "povo", como eles o viam. Rejeitavam o uso cada vez mais extensivo dos computadores, argumentando que a dependência em relação às "máquinas pensantes" faria com que a nação se tornasse intelectualmente fraca". (p. 28)



A existência de "Zumbis" não é de conhecimento da população em geral. por que criar pânico desnecessário? Conhecida como a Síndrome de Lázaro, os "Zumbis" dividem-se em dois: os "cinzas" que só querem saber de canibalismo e os "não-vivos" que não tem interesse em carne humana.
Em meio a todo o cenário descrito acima temos uma trama muito bem desenvolvida, repleta de ação, intrigas e traições, mas também com momentos fofos e até mesmo Geek.
O livro ainda conta com muitos outros personagens e vários deles são cativantes, engraçados e incríveis. O leitor irá torcer para que a autora desenvolva as suas tramas em paralelo com a trama central nos próximos livros.
Em relação à revisão, diagramação e layout a editora realizou um excelente trabalho. A capa é belíssima e chama a atenção.



12 Comentários

  1. Realmente a capa é mt bonita e a história parece ser interessante! Vai pra listinha de leitura tb!

    Bjooos

    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, :)

    Não tem como comentar sem dizer isso: Meu Deus, que capa linda é essa! *----*
    Amei completamente.

    Sobre a sua resenha... eu nunca li um livro sobre zumbis (só assisti séries e me viciei *-*), mas gostei do diferencial que essa autora criou; de terem dois tipos de zumbis. Fiquei curiosa sobre como o relacionamento dos dois seria e como a autora apresentaria esse zumbi... não-carnivoro rs'

    E seus elogios no final então! Só pra me cativar (:

    Quero ler, com certeza *-*

    ~> Beijusss...;*

    ResponderExcluir
  3. Nunca me canso de livros sobre "Zumbis"!Nunca li nenhum livro em que um vírus fazia as pessoas voltarem a vida, e ainda de época... Fiquei com muita vontade de ler.
    E a capa é muito linda <3

    ResponderExcluir
  4. Na verdade, a primeira coisa que tenho que falar é: Caramba, pq uma capa tão linda? T---T
    Confesso que tenho esse livro em pdf há um tempinho já, hehe.. Mas nunca tive paciência para ler. É a primeira vez que leio uma resenha, e agora, sem dúvidas, me empenharei na leitura.

    ResponderExcluir
  5. Quando vi esse livro na livraria da minha cidade, pirei totalmente! Que capa liiinda é essa?! *o*
    A história também parece ser bem legal, mas devido ao fato das minhas leituras voltadas pra "ficção" estarem em "hiatus" - digamos que atualmente eu estou preferindo coisas mais reais u_u kkk - eu acabei deixando a compra desse livro lá no fim da lista... mas depois de ver que a história tem todo um fundo histórico alterado e tudo mais, admito que a minha curiosidade voltou à tona u_u asduhasiudhaiuasd. Agora só me falta o dinheiro pra poder me arriscar na leitura ]: kkkkkk.

    Beeeijinhos :*
    www.inconstantecontroversia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. A capa é mesmo um espetáculo!
    Fiquei apreensiva com um detalhe: "Muitos personagens", sempre quando leio livros com uma enxurrada de personagens algum sempre fica mal colocado ou simplesmente fica sem papel pra ele, frescura minha eu sei kkkk apesar de não amar o tema zumbis eu coloquei Dearly Departed na minha lista de desejados faz um tempão rs não vejo a hora de ler.

    Beijos,
    Jhey
    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir
  7. Amei a capa e a história é uma das que mais adorei conhecer. A personagem é divina e cheia de um charme, lindo e envolvente. Show.

    ResponderExcluir
  8. Não sabia que era uma espécie de distopia, mas gostei muito do enredo e pela sua resenha o livro vale muito a pena ser lido. Não sou muito fã dos zumbis, mas parece que nesse contexto eles ficaram bem ambientados.

    ResponderExcluir
  9. Adorei a capa é realmente linda e a historia simplesmente me cativou já :D. Apesar de falar de zumbis e eu nunca ter lido nada , estou interessada.

    ResponderExcluir
  10. Morrendo de vontade de ler esse livro!! Já está na listinha 2014. Sem contar que essa capa é linda. :)

    ResponderExcluir
  11. Gostei muito da resenha!! Realmente a capa é linda e me surpreendeu ao saber que a historia se passa no futuro e não no passado!! Fiquei muito mais interessada em ler e ja estou acrescentando na minha lista!!!

    Bjssssssssssssss

    ResponderExcluir
  12. Nossa sempre tinha ouvido falar desse livro,mas não sabia que era sobre zumbis! *--* Vou ler,ótima resenha!

    ResponderExcluir