Editora: Novo Século
Páginas: 248
O prefeito de Suares, uma pequena cidade do estado de São Paulo, passa por um momento crítico. Com a Polícia Federal em sua cola e sua vida pessoal desmoronando, o império construído com sangue e mentiras está prestes a ruir. Churrasco, envolto pelas sombras da vida pública, descobriu da pior forma possível que a caminhada de um político pode ser solitária e que cada decisão tem um preço. Só resta saber o quanto ele está disposto a pagar. No final das contas, todos conhecem a vida do homem público, mas sempre existe a história por trás da história.






"Entre quatro poderes" é narrado em terceira pessoa e acompanha a vida do prefeito de Suares e sua trajetória pessoal e política.
Iniciamos a leitura no ano de 2013, quando Alberto Barão, o prefeito, mais conhecido como Churrasco, está sendo investigado por desfalques cometidos na Prefeitura. 
Nesse momento da leitura, bem no comecinho mesmo, observamos de que se trata de um grande esquema, portanto, inúmeras pessoas estão envolvidas, até mesmo o irmão de churrasco, o Cláudio Barão.
O livro alterna capítulos entre o presente e passado. Dessa forma o leitor irá entender como Churrasco chegou ao ponto em que se encontra: perdido, desnorteado e com seus valores e crenças vendidas.

Um menino que cresceu sem muitas posses, mas com um carisma incrível, capaz de conquistar a todos com suas palavras e ações. Vemos um jovem no ano de 1989 apaixonado pelos discursos de Getúlio Vargas e que acredita na justiça e na política. Esse jovem se torna um homem que mesmo com seus recursos ainda limitados, defende e acredita no que é correto, tem honra e um grande potencial... Como é possível se transformar tanto assim?

Alberto Barão é um motivo de reflexão para os leitores. Ele cresce com uma pureza em seu coração, acredita no bem e luta por isso, mas a vida coloca grandes obstáculos em seu caminho e em um determinado momento, ele escorrega, por se cansar de nadar contra a corrente. Alberto acaba cedendo, seus ideais são deixados de lado e uma nova vida começa. Mas a que custo? Será que o ambiente em que nos encontramos exerce uma força maior do que a crença que defendemos durante toda a nossa vida?
Seu irmão Cláudio é desde cedo, sua antítese: invejoso, ambicioso e sem limites, ele não se importa com o que é preciso fazer para alcançar seus objetivos. Moral, generosidade e amor não existem em seu vocabulário. O que importa é se dar bem. Mas a sua fome por poder e dinheiro não tem fim. Será que um dia ele chegará a se satisfazer com as suas "conquistas"?
Estela passou por poucas e boas. Foi alvo da inveja e cobiça, encontrou-se confinada em uma gaiola pelo marido indiferente, mas não desistiu. Lutou, estudou e cresceu por conta própria, demonstrando que é possível mudar o próprio futuro através de muito esforço.

O livro demonstra em uma pequena cidade o comportamento do ser humano no âmbito social, pessoal e político. Observamos que muitas das pessoas envolvidas nos esquemas preocupam-se apenas com os seus interesses, outras são levadas a abandonar o que acreditam e tem aquelas que mantêm a chama da justiça inflamada em seu peito.
A trama é muito bem desenvolvida e aborda diversos temas, incluindo a política, mas fala também da condição humana como um todo. O leitor reflete sobre o que é necessário para construir e destruir o caráter de alguém, sobre a impunidade, sobre as deficiências sociais e faltas que sofremos como uma sociedade.

A escrita é fluida e mesmo com os capítulos indo e voltando no tempo, não há confusão. Pelo contrário, vamos aprendendo em que ponto o percurso de Churrasco vai se alterando.
Em relação à revisão, diagramação e layout foi realizado um bom trabalho. Foram encontrados alguns errinhos de digitação (como por exemplo, nas páginas 28, 49 e 138), mas nada que interferisse na compreensão do texto ou ritmo da leitura. A capa chama a atenção, principalmente pela inteligência dos elementos apresentados.

Onde comprar: 
Amazon: aqui
Saraiva: aqui
Submarino: aqui

Para maiores informações, acesse o site


Autores

ANDERSON FERNANDES - O jornalista Anderson Fernandes têm 29 anos. É graduado em Comunicação Social – Jornalismo e têm especialização em Comunicação Estratégica pela Universidade Braz Cubas (UBC). Anderson tem passagens pelos jornais Diário de Suzano, Diário do Alto Tietê, Folha Metropolitana de Guarulhos, nas funções de repórter e editor e também realizou trabalhos na ASBS, Top Clip, AV Agência de Comunicação e Prefeitura de Suzano. É criador dos portais de notícia AT11 e Política na Hora e ganhador, em 2011, do prêmio Top Blog, categoria Jornalismo, com o Blog do Fernandes.

RODRIGO DIAS - É formado em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2009 na profissão, atuou como repórter no jornal Diário de Suzano e também se especializou em assessoria de imprensa na Câmara Municipal da cidade. Já realizou trabalhos freelance para a Prefeitura de Arujá e atualmente integra a equipe da Secretaria de Comunicação Institucional da Prefeitura de Suzano.

DÉBORA KAORU - A jornalista Débora Kaoru tem 27 anos. É graduada em Comunicação Social – Jornalismo pela Universidade Braz Cubas (UBC). Trabalhou como repórter no jornal A Tribuna Suzanense, Rádio Metropolitana e também com Assessoria de Imprensa Política. 

KHADIDJA CAMPOS - Khadidja Campos tem 28 anos, é formada em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) e pós-graduanda em Comunicação em Redes Sociais pelas Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). Sempre trabalhando com política, foi repórter dos jornais Diário de Suzano e Diário do Alto Tietê, e assessora de imprensa de vereador, candidato a prefeito e partido político.



6 Comentários

  1. O livro vem sendo bem comentado e não deixa de ser oportuna a ideia já que o tema é bastante atual e a história ainda se passa no Brasil.. eu curti!

    ResponderExcluir
  2. Os autores de Entre Quatro Poderes têm proposto para algumas pessoas a leitura da obra. Em 90% das vezes a mesma é rejeita, por ter um fundo político. Porém, aos que aceitam o desafio, temos notado surpresa e até admiração. Isto porque tratamos o tema de uma forma totalmente diferente.

    Vemos muitas pessoas comentando que não gostam de política, que evitam o tema. Porém, gostando ou não, é a política que move nossas vidas. Tudo está relacionado a ela ou não! Porém, a escolha por melhorias está em nossas mãos, ou melhor, no nosso voto. E certamente as pessoas poderão escolher melhor seus representantes nas diferentes esferas do poder sem saberem o que realmente acontece nestes locais.

    Desta maneira, o livro Entre Quatro Poderes discute o relacionamento entre as pessoas que comandam a política brasileira, reunindo histórias fictícias similares a casos vivenciados pelos autores.
    Entre Quatro Poderes é um romance cujo protagonista é Churrasco, o prefeito da cidade de Suares, que ao perceber que a Polícia Federal está na cidade para prendê-lo, começa a repensar suas ações no comando do Executivo.

    A publicação traz ao público o que acontece nos bastidores da política e quase nunca é divulgado. O romance se passa na cidade fictícia de Suares, porém, representa a realidade política enfrentada em muitos municípios em todo País. Certamente será uma obra literária que aguçará as discussões sobre o verdadeiro papel do político frente as demandas do povo.
    A iniciativa de escrever o livro germinou de repetidas discussões sobre política, quase que diária, depois do expediente de trabalho. Diante das muitas interrogações surgidas das conversas entre os quatro jornalistas, surgiu a ideia de se pesquisar sobre o assunto e colocar tudo no papel. Decidimos pela ficção e criamos personagens para situações que já foram diversas vezes estampadas em capas de jornais.

    Na verdade, o que os quatro pretendem com o leitor é que ele, na sua leitura, entenda como é o processo político, principalmente no caso dos escândalos e da corrupção. Como isso acontece, e como, muitas vezes, mesmo inocentes, e bem intencionados, alguns políticos são envolvidos. A história se desenvolve de forma que o próprio leitor terá a sua interpretação, quanto à inocência ou a culpa de um ou outro político.

    Claro que tem culpados na nossa ficção, e inocentes, e que tudo, se bem entendido na leitura que faz o leitor, tem um porquê, e esse julgamento será feito conforme o entendimento dessa leitura.

    www.entrequatropoderes.com.br

    Grande abraço e obrigado por aceitar o desafio de resenhar o livro!

    ResponderExcluir
  3. Oi Carol!!! Achei bem interessante o tema do livro apesar de não gostar muito de politica, afinal a gente já vê tanta corrupção nos jornais que tenta fugir um pouco disso atraves dos livros!!!kkkkk Mas vou acrescentar na minha lista pois a historia parece ser bem legal!!!

    Bjssssssssss

    ResponderExcluir
  4. Oiee!
    No mínimo o livro é bem diferente, raramente vemos livros com o tema político. Pelo momento em que o país se encontra acho que esse livro caiu como uma luva.
    Não é um tema que eu goste muito mas fiquei curiosa sobre essa obra, espero poder lê-lo em algum momento.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  5. Realmente me interessa esse tema não é meu farito, mas acho que precisamos ler

    ResponderExcluir
  6. Infelizmente não fiquei interessada no livro, mas quem sabe um dia eu fique né! Não gostei da sinopse e da capa, mais ok né.

    ResponderExcluir