Resenha: Ligações - Rainbow Rowell

Editora: Novo Século
Páginas: 304
Ano: 2015
Gênero: Literatura Estrangeira / Chick-lit / Ficção 

*Acervo pessoal

Sinopse: Georgie McCool sabe que seu casamento está estagnado. Tem sido assim por um bom tempo. Ela ainda ama seu marido, Neal, e ele também a ama, profundamente – mas o relacionamento entre eles parece estar em segundo plano a essa altura.
Talvez sempre esteve em segundo plano.
Dois dias antes da tão planejada viagem para passar o Natal com a família do marido em Omaha, Georgie diz a ele que não poderá ir, por conta de uma proposta de trabalho irrecusável. Ela sabia que ele ficaria chateado – Neal está sempre um pouco chateado com Georgie –, mas não a ponto de fazer as malas e viajar sozinho com as crianças.
Então, quando Neal e as filhas partem para o aeroporto, ela começa a se perguntar se finalmente conseguiu. Se finalmente arruinou tudo.
Mas Georgie estava prestes a descobrir algo inacreditável: uma maneira de se comunicar com Neal no passado. Não se trata de uma viagem no tempo, não exatamente, mas ela sente como se isso fosse uma oportunidade única para consertar o seu casamento – antes mesmo de acontecer…
Será que é isso mesmo o que ela deve fazer?
Ou ambos estariam melhor se o seu casamento jamais tivesse acontecido? 

GEORGIE MCCOOL sabe que seu casamento está estagnado. Tem sido assim por um bom tempo. Ela ainda ama seu marido, Neal, e ele também a ama, profundamente – mas o relacionamento entre eles parece estar em segundo plano a essa altura. Talvez sempre esteve em segundo plano.
Dois dias antes da tão planejada viagem para passar o Natal com a família do marido em Omaha, Georgie diz a ele que não poderá ir, por conta de uma proposta de trabalho irrecusável. Ela sabia que ele ficaria chateado – Neal está sempre um pouco chateado com Georgie –, mas não a ponto de fazer as malas e viajar sozinho com as crianças. Então, quando Neal e as filhas partem para o aeroporto, ela começa a se perguntar se finalmente conseguiu. Se finalmente arruinou tudo.
Mas Georgie estava prestes a descobrir algo inacreditável: uma maneira de se comunicar com Neal no passado. Não se trata de uma viagem no tempo, não exatamente, mas ela sente como se isso fosse uma oportunidade única para consertar o seu casamento – antes mesmo de acontecer…
Será que é isso mesmo o que ela deve fazer? Ou ambos estariam melhor se o seu casamento jamais tivesse acontecido?
 
“Ligações” é o quarto livro da autora Rainbow Rowell a ser publicado no Brasil pela editora Novo Século e o primeiro livro que leio. Pois é, acho que demorei um pouco para conhecer sua escrita, o que é simplesmente imperdoável, pois fui conquistada logo nas primeiras páginas. Agora, é obvio que os demais livros da autora, diga-se de passagem, eu já tinha na estante antes mesmo do lançamento deste, e já estão na meta de leitura.

Mas vamos deixar minhas divagações sobre eu não ter lido nada da autora para depois, pois, estamos aqui para falar desse livro cativante: “Ligações”.

O enredo nos traz a história de Geogie Mccool, uma mulher bem sucedida profissionalmente, casada e mãe de duas lindas meninas. Entretanto, a tarefa de cuidar da casa e das crianças é de seu marido, Neal. Enquanto isso, Georgie dedica-se ao trabalho de roteirista de um seriado de comédia junto com seu melhor amigo da faculdade, Seth. Com dedicação plena ao trabalho, Georgie deixa um pouco a desejar como esposa, além de que seu parceiro de escrita já foi motivo de vários desentendimentos entre o casal desde a faculdade. Com isso, o casamento está estagnado e sempre em segundo plano.

Mas o que Georgie não esperava era receber uma proposta de escrever o seriado que sempre sonhou, o que a leva a cancelar sua viagem de férias com a família. Ela só não contava que Neal decidisse ir para casa da mãe em Omaha, com as filhas, deixando-a para trás. E ela começa a se perguntar se realmente conseguiu arruinar seu casamento de vez.

Para toda ação existe uma reação, já nós dizia a lei de Newton, e Georgie passa a repensar o seu casamento, suas atitudes e dedicação, se o marido realmente era feliz com ela. Em uma determinada noite, ela resolve visitar a mãe e como está sem falar com o esposo há algum tempo, sente-se frágil e deprimida, sem conseguir ir para casa e enfrentar a dura realidade, acaba se instalando na casa da mãe. Com um celular sem bateria, e totalmente inútil, ela resolve ligar para Neal do telefone fixo do seu quarto de infância e é a partir daí que começa nossa viagem entre os fatos do presente e um Neal do passado. Não se trata de uma viagem no tempo, não exatamente, mas ela sente como se isso fosse uma oportunidade única para consertar o seu casamento – antes mesmo de acontecer.

"Possibilidades: 1. Alucinação persistente. 2. Sonho muito, muito longo. (Ou sonho de duração normal, mas percebido como muito, muito longo de dentro?) 3. Surto esquizofrênico. 4. Encenação acidental de Em algum lugar do passado.5. Já morri? Tipo em Lost, o seriado? 6. Uso de drogas. Não me lembro de ter usado. 7. Milagre. 8. Portal interdimensional. 9. A felicidade não se compra?(Sem o anjo. Sem o suicídio. Sem a explicação quase-racional.) 10. A porra de um telefone mágico."

Meus amores! Estou perdidamente apaixonada pela escrita da Rainbow! Com personagens extremante reais, ela nos faz viajar por suas páginas de forma única e envolvente. Os problemas que Georgie e Neal passam são comuns a todo relacionamentos, o desgaste emocional, dedicação extrema ao trabalho, a família que acaba ficando em segundo plano. Mas a forma como a autora tratou do problema foi tão real e tão intensa, que por muitas vezes me vi fazendo as mesmas perguntas que a protagonista, será que estou trabalhando demais? Estou dedicando tempo suficiente aos meus filhos e ao meu marido?

A leitura flui rapidamente, uma viagem entre os dilemas da Georgie atual, aos flashbacks de um Neal jovem e encantador. A construção dos personagens foi perfeita, nada de um mulherão de arrasar quarteirão ou mocinho de beleza única e inexistente no planeta. Não, eles são reais, beleza comum com defeitos e qualidades reais.

Uma leitura que vale muito a pena conferir; real, cativante e simplesmente apaixonante, “Ligações” nos faz avaliar se realmente vale a pena deixarmos o amor para segundo plano.

Se leram, cometem aqui e nós deixei suas expressões e caso ainda não tenham tido a oportunidade, assim que ela aparecer agarre-a não irão se arrepender.

"Não era esse o sentido da vida? Encontrar alguém com quem compartilhá-la?
E se você já acertou nisso, o que mais poderia dar errado? Se você estivesse ao lado da pessoa que ama mais do que tudo no mundo, o resto não acabaria sendo só cenário?"

9 comentários

  1. ta ai um livro que quero ler!
    gostei da sua resenha, parabens!

    ResponderExcluir
  2. Desde que vi esse livro pela primeira vez me apaixonei a primeira vista pela capa , que diga-se de passagem achei linda .. Ainda não li nada da autora , mas ouvi super boas recomendações tbém. Por essa hora esse é realmente o exemplar dela que está em minha lista de desejos futuros ... Espero ter uma oportunidade logo rsrs

    ResponderExcluir
  3. Adorei a resenha! Essa premissa me agradou bastante, principalmente porque gera reflexão.
    Não li nada dessa autora ainda e sempre pensei em começar por Eleanor & Park mas agora mudei de ideia, quero Ligações pra ontem aqui na minha mão!

    ResponderExcluir
  4. É engraçado, apesar de ler constantemente resenhas positivas deste livro, não consigo me interessar por ele.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  5. Desde o ano passado que estou quase alucinando para ler um livro da Rainbow Rowell (nesse momento, serve qualquer um, pois todos tiveram excelentes comentários), mas ainda não arrumei jeito =(.
    Ligações tem uma "pegada diferente", eu gostei, de verdade, mas não foi o livro dela que mais me cativou.
    Telefone mágico? Seria muito bacana *-*!
    Ainda não tenho essas preocupações, nada de marido, filhos, casamento, uma casa minha, um emprego, mas espero não quebrar minhas idealizações, não quero ter que me perguntar se estou fazendo meu melhor ou dividindo o tempo de forma eficaz...

    ResponderExcluir
  6. Fiquei sabendo sobre esse livro a menos de uma semana atras e estou muito ansiosa para le-lo, mas ainda não tive a oportunidade de adquiri-lo, mas assim que der terei ele em minha mãos para poder ler. Com certeza esse é um que eu quero ler.

    ResponderExcluir
  7. Gostei da resenha, a história realmente parece ser de viagem no tempo (amo), mas mesmo não sendo, me interessei e quero ler o livro para saber o que acontece no final.

    ResponderExcluir
  8. Olá Patrícia!
    Nossa, amei a dica!
    O livro parece muito bom e depois das suas impressões me animei muito a lê-lo.
    Achei a capa uma graça!
    No mundo louco que vivemos hoje, realmente precisamos avaliar se realmente vale a pena deixarmos o amor para segundo plano.
    Bjus.

    ResponderExcluir
  9. Bacana sua resenha.
    Já tinha visto outras, e como sempre digo, bem interessante a capa ^^
    Abs

    ResponderExcluir