Resenha: Ninguém Nasce Herói - Eric Novello

Editora: Seguinte
Páginas: 384
Ano: 2017
Gênero: Distopia / LGBT / GLS / Literatura Brasileira
Onde Comprar: Amazon

*Recebido em parceria
Sinopse: Num futuro em que o Brasil é liderado por um fundamentalista religioso, o Escolhido, o simples ato de distribuir livros na rua é visto como rebeldia. Esse foi o jeito que Chuvisco encontrou para resistir e tentar mudar a sua realidade, um pouquinho que seja: ele e os amigos entregam exemplares proibidos pelo governo a quem passa pela praça Roosevelt, no centro de São Paulo, sempre atentos para o caso de algum policial aparecer. Outro perigo que precisam enfrentar enquanto tentam viver sua juventude são as milícias urbanas, como a Guarda Branca: seus integrantes perseguem diversas minorias, incentivados pelo governo. É esse grupo que Chuvisco encontra espancando um garoto nos arredores da rua Augusta. A situação obriga o jovem a agir como um verdadeiro super-herói para tentar ajudá-lo — e esse é só o começo. Aos poucos, Chuvisco percebe que terá de fazer mais do que apenas distribuir livros se quiser mudar seu futuro e o do país.


"Ninguém nasce herói" é um livro composto de 30 capítulos e narrado em primeira pessoa por Chuvisco, o protagonista da história. O livro é uma distopia que se passa em um Brasil liderado por um extremista, conhecido como o Escolhido, que incita o medo e prega os valores familiares "tradicionais", incitando o ódio, o preconceito e a violência.

Com tanta repressão, surge um grupo de amigos que formam uma Resistência, determinados a viver, se divertir e não deixar que o Escolhido e seus seguidores ditem suas vidas.
"HOJE É O DIA D, o ponto G, uma letra à sua escolha em nossa luta diária contra o ódio que se instaurou no país. É triste ver o quanto as pessoas se acomodam, como a tudo se habituam, um dedo que aponto para mim também. Se tivéssemos um pouco mais de atitude e inteligência, o pior teria sido evitado."
Chuvisco faz parte desse grupo. Ele vive em São Paulo e realiza pequenos atos com o intuito de fazer as pessoas pensarem, como distribuir livros banidos. Chuvisco é um personagem complexo, que em sua narrativa deixa claro sua perspicácia e também suas peculiaridades.

Conforme a sinopse explica, Chuvisco acaba se deparando com a Guarda Branca espancando um garoto e decide intervir. A Guarda Branca é uma milícia que caça todos os indivíduos que são diferentes daqueles decretados pelo Escolhido: por exemplo, ateus e gays. Ao tentar salvar o jovem, Chuvisco se machuca e a partir desse momento, fica claro para ele que suas pequenas rebeldias são insuficientes.

A partir desse ponto ocorre uma discussão pessoal na mente do protagonista, que tem que lidar com a realidade e sua imaginação fértil e também com o dilema de se envolver mais para lutar contra a sociedade ou permanecer inerte diante dos acontecimentos.

"Ninguém nasce herói" é uma obra atemporal, apesar de se passar em um futuro distante. A trama discute assuntos como preconceito e violência, algo que observamos desde o início da humanidade e instiga ao leitor a se tornar mais pró-ativo na sociedade e não deixar que as injustiças passem despercebidas. É um livro complexo, inteligente e repleto de personagens fortes e carismáticos.
"Não devia ser tão assustador passear no parque, digo a mim mesmo. O que pode haver de ameaçador em sentar para comer e papear em frente a um lago, sob as sombras das paineiras? No fundo da cabeça, entretanto, a voz de André sussurra seu receio. O Escolhido e a Guarda Branca estão se preparando para atacar."

2 comentários

  1. Olá fiquei curiosa com este livro,uma distopia no Brasil,já vale a leitura, achei o protagonista bastante interessante, com certeza um livro que merece ter uma chance de ser lido.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Gostei do livro, já tinha interesse sobre ele. A temática do livro é bem interessante, tem uma premissa muito boa. O protagonista é muito incrível por defender algo assim, isso já me conquistou!

    ResponderExcluir