Editora: Valentina
Páginas: 240
Ano: 2017
*Acervo Pessoal
Sorrisos Quebrados gira em torno de três personagens: a jovem Paola, a pequena Sol e seu pai, André. Os três são vítimas de violências distintas, que deixaram marcas profundas em cada um. Trata-se de uma história de superação de dores, magia, estrelas e de como importantes laços humanos podem se formar a partir da autoaceitação, da arte e da tolerância no cotidiano.

"Sorrisos Quebrados" é uma linda história sobre recomeços. Narrada em primeira pessoa pelos protagonistas: Paola, Sol e André. 
O prólogo conta a história de Paola, uma mulher que sofre violência doméstica. Para o mundo exterior, seu marido Roberto é o homem perfeito, mas dentro de casa ele é o monstro dos pesadelos de Paola. Um dia, ela tenta fugir e é capturada e a punição de Roberto quase a leva à morte.
"Abro a gaveta e pego as chaves do carro que não dirijo há dois anos, mas não resisto e olho para as nossas fotos. Como alguém vai acreditar em mim se ele parece um príncipe: alto, louro, olhos claros e sorriso apaixonado? As mesmas fotografias em que, se alguém analisar com atenção, perceberá que o meu sorriso, com o passar do tempo, vai diminuindo e a mão dele na minha cintura vai aumentando, apertando, sufocando… Esmagando."
Seis anos se passam e agora Paola mora em um clínica por quase dois anos. Um local onde ela se sente segura do mundo exterior e onde ela pode esconder as cicatrizes físicas e emocionais que o casamento causou. E é na clínica que André encontrou um lugar para sua filhinha Sol lidar com seus traumas e problemas de socialização. 

Inicialmente vemos André contando sobre como foi difícil financeiramente quando Sol ainda era um bebê e que um dia, quando ela estava doente, ele pediu ajuda na clínica, mesmo não tendo dinheiro para pagar. Rafaela, a diretora do local, garantiu o atendimento e estendeu uma mão amiga que perdura até hoje.
André tornou-se um voluntário e durante a preparação da festa de carnaval, presencia uma cena dolorosa envolvendo Paola.
"Nesses segundos, a água cai sobre ela, limpando todo o seu rosto e… ela grita a plenos pulmões com medo de mim. Faço o mesmo por dentro, quando reparo que, olhando-me apavorada, está uma mulher com metade do rosto desfigurado."
A história vai se desenvolvendo de forma emotiva, onde os três personagens vão contando aos leitores seus traumas, suas dores e seus medos. A forma como a aproximação de Paola e André acontece é sensível, delicada e cheia de sentimentos. A pequena Sol é uma personagem carismática, apaixonante e repleta de luz.

O livro possui uma história belíssima e muito bem trabalhada, cheia de sentimentos. A forma como a autora criou o enredo deixa os leitores sensibilizados e é impossível não terminar a leitura com lágrimas nos olhos.
"É tempo perdido, amigo — aviso, sabendo que não gosta de ouvir isso, mas é a mais pura verdade.

— Por que diz isso?
Cruzo os braços, olhando para ele com sinceridade.
— Ela tem muitos demônios. Segredos e esqueletos escondidos.
— E todos nós não temos?"

3 Comentários

  1. Creio que este livro deve "prender" a gente com sua historia, desde seu lançamento ele chamou muito minha atenção, até pelo fato de ainda não ter lido nada da autora. Gosto de livros com historias que as pessoas nos passam lições e vão superando seus problemas. Esta no topo da minha lista de desejados!

    ResponderExcluir
  2. Nossa como estou doida pra ler este livro,desde que saiu em e-book queria muito conhecer esta história que com certeza vai emocionar,ainda bem que agora tem a versão em livro físico, já vou adquirir o meu.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Ola!
    Quando teve o lançamento desse livro, fiquei super curiosa com ele. A trama é bem envolvente, tem temas bastante polêmico porque muitas mulheres passam por isso e tem medo de enfrentar, gostei de como a autora aborda isso. Espero ler ele logo!

    ResponderExcluir