Resenha: Colega de Quarto - Victor Bonini


Editora: Faro Editorial
Ano: 2015
Paginas: 280
Eric Schatz, carioca que se mudou para São Paulo por conta do curso universitário, começa a perceber indícios de que há mais alguém frequentando o seu apartamento. Primeiro, um par de chinelos. Então, uma outra escova de dentes. Um micro-ondas que é ligado sozinho durante a noite, barulhos estranhos a qualquer hora e luzes que se apagam de modo misterioso. Até que, em determinada noite, Eric enxerga o vulto do colega de quarto entrar em seu apartamento pela porta da frente. Desesperado, o rapaz vai atrás de um detetive particular, mas parece ser tarde demais. Em menos de 24 horas, tudo acontece de modo acelerado e depois de uma ligação desesperada, cortada abruptamente, Eric despenca da janela do seu apartamento. Em seu livro de estreia, o autor nos apresenta uma história urbana de tirar o fôlego. Um mistério que passa por uma relação familiar complicada, suspeitas por todos os lados, e camadas e camadas de culpados. Há alguém inocente?
Eric Schatz é um Playboy mimado, filho de um dos maiores empresários do Brasil. Ele mora em São Paulo sozinho, onde faz faculdade de direito e tem como melhor amigo, Zeca, que mesmo tendo condições financeiras abaixo das do melhor amigo, veio também morar em São Paulo e fazer faculdade de música.

Eric tem passado por momentos difíceis, porque de repente, seu apartamento não parece ser tão seguro como antes. Coisas assustadoras acontecem sem que ele tenha uma explicação lógica para isso.
Em uma atitude desesperada, Eric procura o detetive particular Conrado Bardelli para ajudá-lo a desvendar esse mistério que o atormenta em sua própria casa.
O detetive não gosta muito da atitude soberba do rapaz e se nega a ajudá-lo. Mas logo irá se arrepender disso, depois que receber uma visita de seu amigo de longa data, o delegado Wilson.

O corpo do jovem foi encontrado no jardim do prédio onde mora. Ao que tudo indica, foi suicídio. Mas será mesmo que Conrado vai engolir essa história?
Bem, o livro é bacana, mas senti a história se arrastar muito. Muitas voltas e coisas que me deixaram um pouco confusa.
Primeiro que você tem que se acostumar com a forma que o autor chama o personagem principal. Sim, em uma única página, ele se refere ao personagem como: Conrado, Bardelli, e Lyra. O que me fez ficar um pouco confusa no começo.

No meio do livro, algo já me fez desconfiar do assassino e, pude constatar no final minhas suspeitas.
O final foi meio sem graça. Os motivos confusos. Achei que ele poderia usar mais os personagens secundários. (Esse é um problema que eu venho observando muito, os autores parecem esquecer de alguns personagens). Poderia ter envolvido Zeca um pouco mais, já que ele era o melhor amigo de Eric.

Teve personagens que não tiveram um desfecho, apenas deixaram de existir e fim.
Outra coisa que me incomodou MUITO, foi a confusão com o tempo. Em um parágrafo de um mesmo capitulo, dizia que as coisas teriam ocorrido há 15 dias atrás, em outro, falava que teria sido dois dias... Enfim, foi um pouco chato e não passou credibilidade.
Achei a escrita do autor parecida com Sherlock Holmes. O próprio Conrado/Bardelli/Lyra tem uma sagacidade e inteligência parecida com a do detetive mais famoso do mundo, mas infelizmente, a história não ganhou meu coração, não me prendeu. 

Como esse foi estreia do autor, espero ler outros livros dele. Com certeza ele tem talento.

7 comentários

  1. Adorei a resenha.
    Bem objetiva e sem enrolação... diferente do que parece ser o livro kkk

    ResponderExcluir
  2. Oiiiii...
    Bem vc falou que o livro te deixou confusa...eu fiquei confusa desde o nome do livro...Colega de quarto eu pensei que ia ser um colega de quarto mô estranho...depois li a sinopse que na verdade uma pessoa começa a frequentar o quarto de Eric...depois eu li sua resenha e o personagem principal não é o Eric e sim um deterive...to bugada...enfim acho que não vou ler esse livro..achei ótimo sua sinceridade na resenha...
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oiiiii...
    Bem vc falou que o livro te deixou confusa...eu fiquei confusa desde o nome do livro...Colega de quarto eu pensei que ia ser um colega de quarto mô estranho...depois li a sinopse que na verdade uma pessoa começa a frequentar o quarto de Eric...depois eu li sua resenha e o personagem principal não é o Eric e sim um deterive...to bugada...enfim acho que não vou ler esse livro..achei ótimo sua sinceridade na resenha...
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oii
    Infelizmente a história não me convenceu, eu já fiquei confusa somente lendo a resenha, imagina lendo o livro todo?! É uma pena, já que eu tinha gostado muito da sinopse, o autor tem uma ideia brilhante em mãos, poderia ter feito uma história maravilhosa! Só irei ler se por acaso tiver oportunidade, espero que minhas impressões sejam diferentes!
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  5. Oi Di
    Eu já li esse livro a algum tempo. Eu até achei ele interessante, mas também tive alguns problemas com ele. Achei ele bem cansativo, e também fiquei bem confusa em algumas partes. E eu também não gostei do final =/
    Mas como um livro de estreia, eu achei ele bom.
    Bjss ^^

    ResponderExcluir
  6. Eu já vi a capa desse livro, mas não sabia nada sobre ele. Até fiquei curiosa para saber o que acontecia na casa do Eric, e o que aconteceu com ele. Mas saber que a história se arrastava, e que é confuso, já me fez perder a vontade de ler. E pra que ficar chamado um personagem de tantos nomes diferentes??
    E pelo jeito, o desfecho é bem previsível. Então realmente não vou ler esse livro.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu não conhecia esse livro mas me deixou bem receosa pela história. Um livro onde poucos personagens participa é muito ruim, em livros que há suspense sempre tem que ter vários suspeito e deixa o leitor a flor da pele para descobrir o assassino. Não sei se leria mas quem sabe né!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir