Resenha: O Garoto Quase Atropelado - Vinícius Grossos

Editora: Faro Editorial
Páginas: 272
Ano: 2015 
*Acervo Pessoal
Um garoto sofreu com um acontecimento terrível. Para não enlouquecer, ele começa a escrever um diário que o inspira a recomeçar, a fazer algo novo a cada dia. O que não imaginou foi que agindo assim ele se abriria para conhecer pessoas muito diferentes: a cabelo de raposa, o James Dean não-tão-bonito e a menina de cabelo roxo, e que sua vida mudaria para sempre! Prepare-se para se sentir quase atropelado de uma forma intensa, seja pelas fortes emoções do primeiro amor, pelas alegrias de uma nova amizade ou pelas descobertas que só acontecem nos momentos-limite de nossas vidas. Estar vivo e viver são coisas absolutamente diferentes!
"O Garoto quase atropelado" é uma linda história narrada em primeira pessoa em forma de um diário, datado de 01 de novembro à 30 de dezembro. O interessante da abordagem do autor Vinícius Grossos é de que os personagens não possuem nomes. São chamados de garota, a psicóloga e assim vai.
"Nunca esqueça nem deixe de se permitir sentir-se quase atropelado. Isso não impedirá que os momentos ruins aconteçam, mas fará os momentos felizes valerem ainda mais a pena."
Ele é um jovem que enfrenta a depressão há um tempo e tenta esconder de si e nas páginas de seu diário o motivo que o levou a isso. Após conhecer uma garota que “quase” o atropela e entra em sua vida lhe dando um codinome: O Garoto quase Atropelado. Ele é incentivado pela psicóloga a escrever no diário, desabafar seus pensamentos, medos, sonhos e desejos. 
"O diário ainda é um estranho para mim e ainda não me sinto confortável para entregar a ele segredos que são só meus."
Cabelo de Raposa (Laís) é a jovem que quase o atropelou e ela deixa o garoto intrigado, que a partir do primeiro encontro entre os dois procura a saber mais sobre a jovem. É através dessa inusitada amizade que o protagonista irá conhecer a menina do cabelo roxo (Natália) e o James Dean não tão bonito (Acácio). Ao mergulhar de cabeça nesses novos relacionamentos, o protagonista percebe que pode partilhar suas dores e assim, tornar seu cotidiano mais leve.

A história é deslumbrante. A forma como o tema é construído e discute a depressão é simplesmente apaixonante. Os personagens são diferentes, carismáticos e muito intrigantes. O enredo vai abordando temas como a amizade, as dores que mantemos escondidas, a depressão, a solidão e muito mais.
“Realmente, é difícil lidar com a dor, que parece infinita, quando você perde a única pessoa que não o deixava se sentir a criatura mais solitária e perdida do mundo.”
A Faro Editorial trouxe para os leitores um livro delicado e inesquecível, que irá tocar o coração de todos durante a leitura.
“Só conseguia pensar em quais seriam as razões que levavam algumas pessoas a se sentirem tão incomodadas a ponto de agredir outra que nem conhecem, apenas por ela pensar ou agir diferente. Era um daqueles momentos que você sente verdadeiro nojo do mundo.”

7 comentários

  1. ADOREI!... mais um para a lista de leituras. Adoro livros com essa temática, observar a evolução do personagem em um situação tão delicada. Ótimo quando há um livro de qualidade sobre o assunto da depressão, mesmo não sendo fácil de abordar, pois as vezes, pode acabar caindo naquela situação de personagem que se vitimiza,e isso pode ser bem chato! Mas se o livro tem qualidade, certamente é uma leitura enriquecedora. Um que eu adoro é "Meu coração e outros buracos negros", que segue mais ou menos a temática da depressão.
    Ótima Resenha. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Oii
    Eu não conhecia esse livro, mas fiquei interessada nele. Já achei super diferente os personagens não terem nome (só não sei se eu iria gostar muito disso).
    Achei muito legal o livro também abordar a depressão, e pelo jeito mostra o quanto as amizades ajudaram ele. Já vou colocar nos meus desejados!
    Bjss ^^

    ResponderExcluir
  3. Achei legal o livro ser escrito em formato de diário, eu gosto bastante de livro assim. E achei bem interessante os personagens não terem nomes. A premissa do livro é bem interessante, e achei legal ele trazer a depressa como tema, que é algo que afeta várias pessoas hoje em dia. E pelo jeito as amizades do garoto foram ótimas pra ele. Esse parece ser um ótimo livro, e gostei muito da dica!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Oii
    Adoro livros escritos com formatos diferente, acho que deixa a leitura mais gostosa, ela flui.
    Já li livros que tratassem de depressão, e eles costumam ser bem fortes e intensos, nesse caso me parece que o autor tratou do assunto de forma mais leve para o leitor entender de fato o que o personagem estava passando!
    Adorei a resenha, vou colocar na lista para ler!
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Nao tinha conhecimento desse livro mas eu amei a resenha. A história é muito interessante, mostra uma forma de contar sobre personagem que passa por esse momento de depresao e isso é incrível. Eu já coloquei em minha lista de leitura.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  6. Oiiiii....
    Gosto muito quando o livro fala sobre alguma doença...eu tenho certeza que quando começar a ler vou me importar demais com o protagonista....o jeito como o autor identifica os personagens e demais...adorei a resenha é com certeza irei ler esse livro...
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Oiiiii....
    Gosto muito quando o livro fala sobre alguma doença...eu tenho certeza que quando começar a ler vou me importar demais com o protagonista....o jeito como o autor identifica os personagens e demais...adorei a resenha é com certeza irei ler esse livro...
    Bjs

    ResponderExcluir