Em 1963, Ellis e Michael eram dois garotos de doze anos que se tornaram grandes amigos. Durante muito tempo, sempre foram apenas os dois, andando pelas ruas de Oxford, um ensinando ao outro coisas como nadar, descobrir autores e livros e a esquivar-se dos punhos de seus pais dominadores. Até que um dia algo muito maior que uma grande amizade cresce entre eles. Mas então, avançamos cerca de uma década nesta história e encontramos Ellis, agora casado com Annie, e Michael não está mais por perto. O que leva à pergunta: o que aconteceu nos anos que se seguiram? Esta é quase uma história de amor. Mas seria muito simples defini-la assim.

Sejam bem-vindos ao acampamento Pádua. Um retiro de verão para adolescentes problemáticos. Mas não se tratam de problemas comuns, como não querer estudar, mentir ou colar na prova. Não! Estamos falando de problemas reais. Alguns deles tão grandes, tão sérios, que até um adulto desmoronaria sob o peso deles. No acampamento, Zander, uma garota enviada pelos pais contra a sua vontade, encontra uma série de adolescentes na mesma situação, e com três deles ela estabelece uma relação de amizade — Grover, Alex e Cassie. Todos os quatro são tão diferentes quanto as pessoas podem ser, mas têm algo em comum — eles estão quebrados por dentro. Em meio às sessões de grupo e, à medida em que o verão dá as caras, os quatro revelam seus trágicos segredos. Zander encontra-se atraída pelos encantos de Grover, e então começa a se perguntar, depois de muito tempo, se pode apostar em ser feliz novamente. Mas, antes, ela precisa lidar abertamente com seus problemas, para poder juntar seus pedaços e reconstruir sua vida. Você pode pensar que se trata de uma história triste. E há partes duras sim, mas, Rebekah Crane consegue mostrar como na dificuldade podemos encontrar uma saída. Isso é uma das coisas que faz o livro completamente encantador, divertido e doce, capaz de deixar em você um grande sorriso no rosto.

8 Comentários

  1. Oii
    Já tinha visto o lançamento de "O homem de lata" no Facebook da editora, e o livro me chamou atenção, gostei, espero ler resenhas positivas.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Gostei desses lançamentos.
    O homem de lata me deixou bastante curiosa pela frase final da sinopse, confesso.

    ResponderExcluir
  3. Fiquei interessada em ler os dois livros. O primeiro parece ser um livro que aborda épocas diferentes do relacionamento, o que é bem legal. O problema é que agora existe uma terceira pessoa envolvida e acho que se ocorrer certas coisas eu posso acabar me chateando durante a leitura. Já o segundo livro tem vários elementos que eu gosto, adorei que a sinopse entregou pouco da história deixando assim os leitores curiosos pra ler.

    ResponderExcluir
  4. Contra todas as probabilidades do amor até que me chamou atenção um acampamento para jovens desajustados apesar da ideia desse livro me parece ser familiar e ser bem Clichê devo admitir acho que me chamou mais atenção do que o livro anterior homem de lata

    ResponderExcluir
  5. Amei os dois lançamentos da Faro, porém o que mais me interessou foi O Homem de Lata! Fiquei super curiosa para conhecer a história de vida de Ellis e Michael e saber o que aconteceu com eles!

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Gostei muito dos lançamentos, são livros com sinopse incrível. O que mas gostei foi Contra todas as probabilidades do amor.

    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  7. Os lançamentos dessa editora são sempre os melhores, eles sempre capricham nas edições, e ambos me chamaram a atenção, no entanto Contra todas as probabilidades do amor possui uma sinopse que me agradou mais, e por isto pretendo adquirir este lançamento assim que possível.

    Venha participar do sorteio de um kit da caixinha da TAG Livros http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir