Editora: Mais Que Palavras
Ano: 2017 
Páginas: 248

Recebido em parceria com Lilian Comunica
Sinopse - Na instigante obra, Liudmila, uma russa com cidadania dinamarquesa, é acusada e presa por um atentado. Enquanto isso, a alguns bons quilômetros dali, Mattias Larsen, homem frio e calculista, capaz de sentir afeto somente por um lobo domesticado que adotou, ri e comemora a notícia iminente da morte de Elisa, esposa de seu patrão, Eirik Leiv. Em busca de uma preciosidade denominada "O Tesouro de Iduna", Mattias percorre um caminho obscuro, passando pela Escandinávia. Ali ele rouba o "Códice de Uppsala", manuscrito medieval islandês que inclui a versão mais antiga do Edda em Prosa, doado em 1669 à Biblioteca da Universidade de Uppsala pelo chanceler Magnus Gabriel de La Gardie ‒ o suposto favorecido do tesouro. Com a combinação dos códigos em alguma parte desse Códice e de inscrições na Caixa de Freixo, o qual teria pertencido à Rainha Cristina da Suécia, (que teria elaborado o mapa do tesouro e ofertado tal presente a seu protegido da corte, Magnus Gabriel, no Século XVII), Mattias tem a certeza de que encontraria o tesouro. Para tal, revela-se disposto a eliminar todos que ousassem atravessar seu caminho e atrapalhar seu plano para pôr as mãos naquela fortuna incalculável ‒ inclusive Elisa.


Elisa é uma brasileira de 29 anos de idade que conheceu o futuro marido em meio a uma situação delicada no Brasil, onde ele a socorreu. Após o casamento, Elisa e Eirik vão morar na Noruega, país de origem do marido e sede de seus negócios. Como o marido viaja bastante à trabalho, Elisa passa muito do seu tempo sozinha, tendo que lidar com a adaptação cultural por conta própria. O frio extremo, os costumes, o Programa de Introdução aos novatos que ela precisa frequentar, a dificuldade do idioma e muito mais. Como se isso não bastasse, a sua sogra é uma presença imponente, uma que Eirik não contraria e dá liberdade demais na casa do casal.

Em paralelo temos a história de Mattias, um homem que não se sente realizado com a vida que têm. Particularmente, ele começa a estudar sobre um tesouro antigo e em aliança com uma mulher servil, começa a sua busca , envolvendo-se em crimes e profecias para conseguir o que tanto almeja.

Infelizmente, o destino faz com que o caminho de Elisa cruze com o de Mattias e ela se torne um empecilho para a conclusão dos planos desse homem violento.

A premissa do livro é intrigante, cheia de mistério e buscas em meio a um cenário branco e congelante. A forma como a autora descreve os artefatos é bem detalhada e prende a atenção durante a leitura. 

Para o leitor brasileiro, é muito fácil se identificar com Elisa. Sair de um país caloroso, onde as pessoas se abraçam, dão beijinhos no rosto e estão sempre rindo e mudar-se para um país onde as pessoas são culturalmente mais polidas é realmente um grande choque. Além disso, a própria estrutura social é tão mais organizada que um único minuto de atraso em algum compromisso é visto como algo inadequado.

Mattias parece louco com suas conjecturas e pensamentos, inclusive com a forma como trata seu parceiro. 
"Naquele momento, o ranger da porta acabou com a cantoria, e a luminária do anjo russo espatifou-se no chão." (p. 12)

8 Comentários

  1. Gostei bastante do fato de principalmente Elisa ser brasileira. Não costumo ler muitos livros nacionais ou que os protagonistas sejam da origem daqui, mas sempre que leio meu coração sorri :)

    ResponderExcluir
  2. Acho que foi isso que mais me chamou atenção no livro foi a diferença de cultura e relações públicas que a gente tem como você falou nós somos acostumados e abraçar as pessoas até mesmo sem motivo da beijinhos no rosto e convenhamos nos atrasamos o tempo todo e isso em outros países é completamente Insana Então me identifiquei muito com ela eu não sei se eu conseguiria evitar agir assim

    ResponderExcluir
  3. A capa do livro em um primeiro momento me chamou a atenção, e lendo sua resenha percebi que a trama também e interessante, já que conseguimos facilmente nos identificar com a personagem, e com sua mudança para outro país com uma cultura totalmente diferente da nossa, na qual enfrentar alguns obstáculos juntamente com os mistérios nos deixam envolvidos na leitura.

    Venha participar do sorteio de um kit da caixinha da TAG Livros http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Achei interessante esse livro, pelo fato de mostrar as impressões e vivências de uma brasileira vivendo em um território totalmente diferente e desconhecido! Porém, o que mais me chamou a atenção é o mistério que envolve a história desse livro! Fiquei curiosa para saber mais!

    ResponderExcluir
  5. Acho que uma coisa bacana nesse livro é essa mudança cultura, pois além de ver tudo que a personagem passa a gente também se coloca no lugar dela e pensa como seria se fosse com a gente, também parece ter vários mistérios. Não tenho o hábito de ler nacionais, mas sei que tem uns maravilhosos e que se eu der uma chance provavelmente vou gostar bastante. Não conhecia a editora, depois vou procurar mais livro dela.

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    A premissa é mesmo intrigante, principalmente a parte que se refere a Mattias, ele parecendo louco deve render boas páginas.
    Da sim para entender a protagonista, sair do lugar que se vive e conhece já não é fácil, com tantas diferenças então.. gostei bastante da resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Achei bem interessante e bem diferente.

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    A historia é bem interessante, uma premissa muito boa. Eu já tinha visto o lançamento mas não tinha me chamado atenção, mas gostei ao ler a resenha e tem um enredo muito bom.

    Tempos Literários

    ResponderExcluir