Resenha: A Batalha dos Mortos - As Crônicas dos Mortos #2 - Rodrigo de Oliveira

Editora: Faro Editorial
Páginas: 312
Ano: 2014
* Recebido de Parceria
Ano 2018. À passagem de um planeta próximo da órbita da Terra, o que era para ser um dia de festa... Pessoas do mundo inteiro prepararam-se para um espetáculo astronômico mas o evento se transforma num pesadelo. Um dia após à maior aproximação do planeta, um imenso calor sobrevêm e 2/3 de todas as pessoas do mundo transformam-se em zumbis. Em São José dos Campos, um grupo cria um centro de refugiados para milhares de pessoas não infectadas. Eles reuniram condições de sobrevivência com água, alimentos e criaram uma grande fortaleza. Agora dedicam-se a encontrar outros focos de resistência e ajudar peregrinos do grande apocalipse. Eles não sabem, mas essa pode ser a maior comunidade de vivos na face da Terra. No entanto, próximo a eles, uma outra resistência - perversa e potente - também cresce. Um grande Comando do Exército é tomado por criminosos do presidio de segurança máxima de Taubaté. Eles resistiram aos zumbis, escravizaram outros humanos e, fortemente armados, se tornam uma ameaça letal à comunidade vizinha. Uma batalha está para acontecer. Um cerco para salvar vidas. E em meio a isso, inúmeras histórias de pessoas vivendo em situações-limite, muito além da sua imaginação.
CONTÊM SPOILERS DO LIVRO ANTERIOR

Ivan e Estela criaram uma comunidade de sobreviventes, organizando os recursos como água, medicação, armamentos e alimentos para manter todos em segurança. Ainda é uma situação precária, repleta de necessidade de ajustes e trabalho árduo para sobreviverem. Mas, sua comunidade não foi a única a sobreviver. Um grupo de detentos escapou do presídio de segurança máxima de Taubaté. Liderados por Emmanuel, um homem vil e desprovido de qualquer sentimento, esse segundo grupo irá "caçar" sobreviventes para escravizá-los. E não apenas isso. As mulheres são vítimas de violência física, psicológica e sexual e tratadas como um objeto passado de mão em mão.
“Quem quiser sobreviver terá que se preparar para uma nova vida. A antiga está perdida para sempre. Não existem armas nem balas suficientes para matar tantas criaturas, e o tempo está ao lado delas.”
Dentre essas mulheres, está Isabel, uma mulher com dons peculiares. Ela tem habilidades de mover pequenos objetos e ler a mente das pessoas e no momento, tudo o que ela consegue pensar é em fugir desse local onde é subjugada, violentada e mantida em constante estado de medo.

Nesse livro, vamos alternando a visão de duas comunidades completamente diferentes: uma liderada por alguém que quer prosperar e manter todos a salva e outra liderada por um psicopata.
"Eram muitos, vindos de diversas direções. 'Ela' começou a sentir a respiração cada vez mais pesada e o corpo ficando entorpecido, junto com uma enorme vontade de vomitar. Sabia estar infectada, já vira aquilo acontecer. Em breve aquele pesadelo terminaria, e uma nova e desconhecida fase começaria. Pensou em se matar, mas não tinha coragem. Só rezava para que tudo acabasse. Tinha esperanças de que aqueles seres não guardassem lembranças, vontades ou medos." (p.300)
Mais uma vez o autor Rodrigo de Oliveira acerta em cheio ao tratar a crueldade do ser humano, mesmo diante de uma situação aterrorizante. Vemos pessoas cruéis, inescrupulosas e violentas.
“Lá no fundo do coração todas as pessoas possuem um canto escuro, frio, empoeirado, onde ficam guardados todo o ódio, a fúria, o remorso e o descontentamento. E quando essa caixa de Pandora é aberta, alguém sempre sai ferido.”

16 comentários

  1. Oi tudo bem, eu li o primeiro livro dessa série e gostei bastante, achei muito interessante ver uma trama desse teor ambientada no brasil, tenho os dois segundos volumes e pretendo completar a série antes de ler todos.
    Beijooos

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Gostei muito do seu blog. Parabéns pelo trabalho e dedicação. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Ainda não consegui ler o primeiro livro da série. Mas torno a repetir que morro de vontade e espero conseguir fazer isso em breve. Amo o gênero e achei interessante a premissa.

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  4. Oie, tudo bom?
    Gente, que tenso. O pior é saber que se algo do tipo acontecesse, mesmo sem as temíveis criaturas, tudo seria mais ou menos assim. Resolvido na violência, comandado pelos mais fortes. Tenso, mas eu daria uma chance a leitura.

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem?
    Ainda não conheço esses livros, mas estou ficando muito interessada nessa história, principalmente por causa da parte da invasão..rss
    Amei sua resenha!

    Beijos e Abraços VIVI
    http://vickyalmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Parabéns pela parceria!
    Nunca tinha ouvido falar desse livro ou do autor ainda, mas achei a premissa dele bem batida e a explicação para o fenômeno dos zumbis não me convenceu muito, pelo menos não pela sinopse.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi tudo bem?
    Ainda não li o primeiro volume da série, mas adoro livros de ficção/fantasia. Dica anotada, parabéns pela resenha. Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia o autor, mas parece muito interessante a série!

    ResponderExcluir
  9. Eu adoro essa série!! Vou iniciar esse mês a leitura do livro cinco, e menina, ainda tem muito babado pra acontecer. hahaha O que eu gosto da série é que ela não monstra apenas os zumbis como monstros, mostra também como que o ser humano lida em situações extremas.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  10. OI, tudo bem? Não conhecia a série e o autor e, por parecer algo meio distópico, me interessou. Fiquei curiosa para saber sobre a organização das comunidades e o que as colocou a agir dessas formas, já que não li o livro anterior. Vou ficar de olho nas promoções haha. Obrigada pela dica!

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem? Conheço a série por nome pois fez bastante sucesso pelo tema que traz. Infelizmente por mais que venha falar, não é algo que me atrai muito pois zumbis/monstros não é minha praia de leitura. Uma amiga minha mesmo recomenda eles para várias pessoas, no entanto eu mesma não consigo. Sua resenha faz coro a dezenas de pessoas que falam positivamente. Ótima palavras <3
    Beijos,
    https://diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Não li nada do autor, mas conheço o livro. E pensar que na vida real exista está crueldade de fato.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Caramba pelo visto a trama se mantém eletrizante e tem pontos até bem aterrorizantes. Gosto de ver essas nuances que as comunidades apresentam e fiquei curiosa pra saber o que o psicopata faz.
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
  14. Não gosto de ler nada que trate da crueldade do ser humano... Já me basta o que vejo na vida real. Essa série nunca me atraiu, e tenho certeza que esse segundo livro seria uma leitura ainda mais difícil para mim, dessa vez passo a dica.

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bem?
    A sua resenha ficou curta e objetiva, gostei disso. Eu estou esperando receber esse livro para continuar a leitura dessa série que muito adoro!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Não lembro de ter lido nada do autor ou a respeito da obra. Geralmente eu fujo de histórias com zumbis, mas gostei da premissa, parece ser bem original, ainda mais sendo um livro nacional. Se tiver oportunidade, lerei com certeza.
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir