Editora: Arqueiro
Páginas: 464
Ano: 2017

Sinopse: A asa da família Edevane está pronta para a aguardada festa do solstício de 1933. Alice, uma jovem e promissora escritora, tem ainda mais motivos para comemorar: ela não só criou um desfecho surpreendente para seu primeiro livro como está secretamente apaixonada. Porém, à meia-noite, enquanto os fogos de artifício iluminam o céu, os Edevanes sofrem uma perda devastadora que os leva a deixar a mansão para sempre.

Setenta anos depois, após um caso problemático, a detetive Sadie Sparrow é obrigada a tirar uma licença e se retira para o chalé do avô na Cornualha. Certo dia, ela se depara com uma casa abandonada rodeada por um bosque e descobre a história de um bebê que desapareceu sem deixar rastros.

A investigação fará com que seu caminho se encontre com o de uma famosa escritora policial. Já uma senhora, Alice Edevane trama a vida de forma tão perfeita quanto seus livros, até que a detetive surge para fazer perguntas sobre o seu passado, procurando desencavar uma complexa rede de segredos de que Alice sempre tentou fugir.

Em A Casa do Lago, Kate Morton guia o leitor pelos meandros da memória e da dissimulação, não o deixando entrever nem por um momento o desenlace desta história encantadora e melancólica.


Esse é um daqueles livros que tudo se encaixa, que concluímos ser "a leitura" e a capa nova deu um "Q" digno a obra!
Bom, nele iremos conhecer Sadie que é detetive muito bem vista até que tudo cai por terra; devido ao seu envolvimento excessivo (talvez) com o caso ela foi afastada até que tudo pudesse ser esclarecido. Com isso, ela decide ir para a Cornualha onde pratica corridas no bosque, mas se depara com segredos escondidos por muitas gerações gritando para serem descobertos. 
Com seu ar investigativo aguçado ela encontra uma casa abandonada e descobre que a anos atrás, talvez setenta, se não me engano um bebê desapareceu e isso jamais foi solucionado. Quem, como, qual motivo, se esse bebê está vivo ou morto? Mistério. E aí ela não consegue parar, cavando cada vez mais fundo nessa história ela se depara com Alice de oitenta e seis anos e irmã do bebê desaparecido. Alice é uma grande escritora, do meu gênero favorito (um dos gêneros ok! ok!) - Ela escreve romances policiais e seguiu sua vida aparentemente.
O bebê desaparecido não deixou rastros aparentemente, era um menino, o desaparecimento ocorre em 1933, quando Theo tinha apenas dois anos de idade, deixando Eleanor e Antony aparentemente devastados e aí nossa história visita o passado e retorna ao presente, intercalando momentos necessários para que possamos compreender tudo.
No passado quando ocorre o desaparecimento do bebê, Alice e sua família deixam a residência e nunca mais olham para trás e óbvio que Alice sabe muito, afinal as famílias guardam segredos. E ao mesmo tempo em que temos uma Sadie obcecada em descobrir o que aconteceu, temos uma Alice determinada a deixar o passado exatamente onde está - no passado.
A história tem uma narrativa fluída e impactante, nos trazendo uma complexidade sobre um enredo teoricamente batido, mas que com a pitada certa se transformou em um grande livro. O que aconteceu é a pergunta que não saiu da minha cabeça e em diversos momentos suspeita-se de uma coisa aqui outra acolá, mas nada é tão simples ou talvez até seja.
Cada personagem trazido à trama é completamente real, bem caracterizado, dotado de personalidades distantes e marcantes.
Uma história para ser lida e relida!
Essa resenha foi publicada também no blog PS Livros por mim.

15 Comentários

  1. Eu achei este livro lindo e mesmo que de inicio tenha sido demorado, depois que engrenou eu não consegui largar. O suspense é muito bom e a história por trás de tudo te faz pensar em muita coisa.

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Acho a capa desse livro linda e sempre fico pensando no filme que leva o mesmo nome. Bom saber que apensar de apresentar uma trama já batida a autora consegue trabalhar bem o tema. Já está na minha lista de leituras!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Ao ler a resenha lembrei do filme que tem o mesmo nome e fui ler a sinopse. Pensei que o filme fosse uma adaptação, mas não é. O enredo é diferente. Sou fã de suspense e quero ler esse livro, tenho certeza de que vou gostar da trama!!

    Beijo,
    Cidália.
    http://contosdacabana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Karini, eu li este livro ano passado e confesso que achei MUITO chato e arrastado. A trama era legal e o lance das duas histórias entrelaçadas me manteve curiosa, mas ainda assim, a leitura parecia não avançava.
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Já tenho esse livro, to ansiosa pra ler!

    ResponderExcluir
  6. Oi! Não imaginava nunca que seria quase um suspense esse livro! Adorei a premissa da trama, onde ocorre uma tragédia que faz todos partirem sem olhar para trás e deixando esse mistério sem resposta. E no presente temos uma mulher que quer descobrir tudo, que faz de tudo para entender o que aconteceu, e encontramos uma personagem que estava lá e que guardou tantos segredos por tanto tempo. Adorei a capa e fiquei curiosa demais sobre o que aconteceu com o bebê e quais serão estes segredos tão bem enterrados. Obrigada pela resenha!

    Bjoxx – http://www.stalker-literaria.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi, confesso que esse livro ainda não tinha me chamado a atenção, mas gostei da sua resenha e pretendo colocar ele na lista. Fiquei curiosa sobre o que aconteceu e quero descobrir.
    Bjs
    Tell me a Book

    ResponderExcluir
  8. Oi Ka!

    Tudo bem? Li algumas resenhas na época que esse livro foi lançado e a maioria era bem positiva, mas mesmo assim ele nunca chamou a minha atenção sabe?

    Gosto muito dessa individualidade dos personagens, isso mostra que a autora realmente foi cuidadosa na hora de traçar as personalidades e de desenvolve-las. É um ponto super positivo para mim.

    Bom, não tenho aquela vontade louca de ler esse livro, mas se aparecer a oportunidade acredito que não vá dispensar não. Fico feliz que a obra tenha sido colocada na sua lista de favoritos.

    Beijinhos
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  9. Esse livro estava nos meus desejados há algum tempo, mas acabei deixando de lado, e perdi a vontade de ler. Agora lendo sua resenha fiquei empolgada novamente, eu gostei tanto do enredo, e quero muito conferir o desenvolvimento dele.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  10. Olá!

    Vendo só a capa eu pensei que era um romance fofo, mas depois da sua resenha isso se provou BEM errado. Não sou uma pessoa que leia mistérios, na verdade me cansa bastante, por isso sempre deixo com minha amiga esse gênero que ela adora, então vou passar sua dica, pois ela vai gostar bastante.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Eu achei sua resenha muito boa, gostei da historia do livro e ja quero pra mim ler, vou salvar o nome do livro na minha lista de livros que quero ler ainda esse ano. Sucesso

    ResponderExcluir
  12. Oie!
    Quem ama romances policiais levanta a mão! o/ uhull!
    Eu não conhecia esse livro e nem essa autora para falar a verdade, mas achei a história do livro bem interessante e sua resenha me aguçou a curiosidade para saber o que diabos aconteceu com esse bebê!

    Já quero! kkk

    beijos,
    Mayara

    ResponderExcluir
  13. Oiii tudo bem??

    Tenho esse livro na estante, e estou ansiosa pra iniciar a leitura.
    Acho engracado que imaginava a historia muito diferente. E como ganhei, fiquei realmente sem entender.
    Adorei a resenha e minha vontade só aumentou.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  14. Olá Karini,
    Quis ler esse livro assim que ele foi lançado, mas o desejo foi passando conforme o tempo foi passando, infelizmente. Eu gosto muito da ideia do livro, mas tenho a impressão que ele é tudo menos fluído. Eu li algumas resenhas e indicações de amigas que amaram esse livro, mas que ressaltaram que ele é lento e que precisa ser degustado. Essa ideia me atraí, mas não nesse momento :(
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Não daria nada vendo a capa, mas o.livro traz tantos mistérios que adorei ler sua resenha. Gostei da forma como ele foi escrito e como a protagonista tem um instinto bem aguçado e diferente de outras. Dica anotada.

    ResponderExcluir