Resenha: A Era dos Mortos Parte 2 - As Crônicas dos Mortos #6 - Rodrigo de Oliveira

Editora: Faro Editorial
Série: As Crônicas dos Mortos 6
Páginas: 320
Ano: 2018
Gênero: Terror
Onde Comprar: Amazon

*Recebido em parceria*

Sinopse: O último livro da saga AS CRÔNICAS DOS MORTOS. Zumbis, tiranos e rebeldes travam sua derradeira batalha pela sobrevivência da espécie humana.

Os trágicos acontecimentos que dizimaram os habitantes da Serra Catarinense levaram Sarah e Fernando a caminhos diferentes, o que só reforçou o desejo de derrubar o terrível ditador Otávio a qualquer custo.

Separados, os jovens enfrentam uma odisseia pela sobrevivência, em meio a navios abandonados, grupos em guerra e trabalho escravo. Agora, todos sabem que Otávio detém as mais poderosas armas de guerra já concebidas e está disposto a usá-las contra qualquer um que fique em seu caminho.

A sensação de segurança desaba e qualquer comunidade pode ser o próximo alvo. Enquanto isso, os zumbis atingem um novo patamar de evolução, tão letal que nenhum exército é capaz de detê-los. Finalmente, o ser humano não tem mais como combater os mortos-vivos.

É uma corrida contra o tempo. Prepare-se para a guerra e vivencie o desfecho da maior e mais original saga de zumbis do Brasil.



No livro anterior Sarah foi capturada com a sua mãe e presenciou toda a violência infligida  por homens cruéis. Tomada pela dor e pela fúria, Sarah cometeu uma verdadeira chacina e agora está a solta em Ilhabela, sendo procurada pelos soldados de Otávio...

Fernando e Jennifer são os únicos sobreviventes do ataque que matou Isabel e agora precisam pedir refúgio para a Abelha Rainha em sua fortaleza.

"Temperamental, irritadiça e excêntrica. Esses eram alguns dos adjetivos que poderiam ser utilizados para definir Ingrid. Por isso, Jennifer não estava muito confiante em relação às chances de sua antiga aliada recebê-la de volta. No entanto, era preciso tentar." (p. 17)

Trilhando caminhos diferentes, Sarah e Fernando vão crescer diante das adversidades e tentarão sobreviver não apenas aos ataques zumbis, mas também a maldade humana.

Sarah acabará contando com a ajuda da maior cortesã de Ilhabela, Madame Bianca. Tendo como esconderijo a Mansão das Sereias, Sarah passará anos reclusa, aprendendo não apenas a arte de matar, mas também a arte de seduzir e de passar despercebida na sociedade, aprendendo boas maneiras e a manipular os homens a seu favor. Fernando, por sua vez, aprenderá a lidar com a inveja de seu sucesso, quando se deparar com Joaquim, um jovem que não se conforma com a ascensão profissional do protagonista. Aqui observamos a mudança do jovem em um homem, seu primeiro amor, as desilusões e as perdas que ele irá enfrentar.

"Fernando respirou fundo quando os dois se afastaram. Um tanto incomodado, o garoto se acalmou e voltou aos seus afazeres. Mas o que o perturbava, na verdade, não era a discussão com Joaquim e Daniel. Ele queria mesmo era saber mais sobre aquela garota." (p. 33)

O livro traz diversas passagens de tempo, onde o leitor vai acompanhar esses dois jovens tornarem-se adultos incríveis e resilientes. Vemos como as experiências que eles presenciam moldam suas personalidades, ensinando ambos a serem pacientes e letais, sempre com o objetivo de reintegrarem os desejos dos conhecidos líderes Ivan e Estela: unificar a humanidade em uma sociedade justa, democrática e pacífica.

A história apresenta várias perspectivas: temos as de Sarah e Fernando, mas também observamos Otávio e seu reinado de terror, o Dr. Mauro e seus próprios objetivos, Lúcifer e sua horda de zumbis e o jovem Roberto, que sofreu nas mãos do destino e se viu preso e sem futuro.
O enredo trabalha todo o aspecto emocional dos personagens, mas também apresenta uma batalha incrível, detalhada e de tirar o fôlego.

"Do lado de dentro, os moradores se aproximavam correndo, armados até os dentes, apavorados com o que acabara de acontecer. Todos sabiam que apenas alguns metros de concreto os separavam da maior horda de aberrações já registrada na história, e dentre as muitas perguntas que se faziam, uma ressoava incessantemente. Por quanto tempo a barreira iria resistir?" (p. 158)



14 comentários

  1. Eu ainda vou conseguir dar uma chance pra essa saga.
    Cada resenha que encontro fico mais empolgada para conhecer melhor a história <3 E sem falar que adoro narrativas que abordam mais de uma perspectiva.


    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  2. Adoro histórias apocalípticas assim, ainda não conhecia esse livro e fiquei mais interessada ainda por se passar no brasil. Espero ter oportunidade de ler em breve, parabéns pela resenha bem escrita!

    ResponderExcluir
  3. Oi Karini, vou procurar a resenha do primeiro livro, pois fiquei um pouco "boiando". Eu conheço a série e o autor, até tenho 2 livros, mas me faltam os primeiros. Ainda pretendo um dia ler, só ouço falarem bem.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem? Gostei da premissa e fiquei curiosa, não conhecia esses livros. Fiquei a fim de dar uma chance por se tratar de uma protagonista mulher, por mais que existam outros narradores. A capa não chama a minha atenção, mas o título, sim. Gostei muito da dica, obrigada :)

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Eu fiquei um pouquinho confusa mas a história foca em zumbis, certo? Eu não sou muito dessa vibe, infelizmente sou a louca dos romances haha de qualquer forma, me parece ter sido uma leitura bastante agradável para você e é isso que importa, valeu pela dica!

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas confesso que não é meu estilo de leitura. Não gosto muito de histórias envolvendo zumbis e, por isso, o enredo não me cativou. Mas achei legal essas passagens de tempo que mostram as mudanças dos personagens desde crianças até adultos e parece que eles foram bem construídos pelo autor.
    Infelizmente, vou passar a dica desta vez, mas que bom que você gostou da leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    Eu não gosto de ler livros com a temática de zumbis, porque sempre achei que eles ficam melhor no cinema, do que em folhas. Como eles causam repulsa e medo, as obras literárias acabam não conseguindo ser tão lúdicas. Também não sou fã dessa insistência em mundo pacífico, porque o ser humano por natureza não é assim, mas gostei das suas pontuações do enredo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Eu lembro de ter visto uma resenha do primeiro voluma (acho que foi aqui) e de ter me interessado bastante. Agora, vendo um pouco sobre a segunda parte, eu fiquei ainda mais interessada. A premissa me atrai bastante e espero poder ler em breve.

    ResponderExcluir
  9. Morro de vontade de conhecer a escrita do Rodrigo, ainda mais por seus livros serem ambientados em lugares que eu conheço e tem até um volume ambientado na cidade em que moro, uma vez que o autor também é daqui. Curiosa para conhecer essa batalha incrível e a jornada de Sarah e Fernando para sobreviver inclusive a maldade humana.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem? Sempre ouvi falar bem das obras do Rodrigo, aliás ela é bem conhecida no BR, porém por ser terror acabo nunca lendo. Não é algo que me agrade tanto e para não curtir, prefiro ficar no desconhecido. Sua resenha está maravilhosa e com certeza despertará a atenção de quem curte algo assim!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Apesar de ficar curiosa para descobrir mais sobre a trama e as motivações de Sarah para matar, confesso que duas coisas me desmotivam: série com muitos livros e ser TERROR hahaha.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
  12. Oii tudo bem?

    Eu tenho um amigo que está me atormentando para ler essa série, mas deixa eu te contar, eu tenho pavor de zumbis e histórias assim hahaha
    Adorei a sua resenha, achei a história cheia de ação e não tenho dúvidas que nos prende do início ao fim, mas, infelizmente, a história não é pra mim.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Ultimamente ando com preguiça de sagas.
    O enredo do texto não me atraiu, não curto zumbi, vampiros.. E acabo fugindo de livros que se passam por trás deste contexto.
    Me parece ser um bom livro pra quem gosta, ainda mais por se passar no Brasil.

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem?

    Eu gosto muito dessa série, se não me engano eu li todos os livros publicados até então da série em 2015. Gosto muito da premissa e essa ambientação apocalíptica, também achei legal o fato de passar no Brasil. O Rodrigo também é um escritor de mão cheia, parabéns pela resenha!
    Abraço!

    ResponderExcluir