Resenha: Senhorita Aurora - Babi A. Sette

Editora: Verus
Páginas: 342
Ano: 2018
Gênero: Ficção / Literatura Brasileira / Romance
Onde Comprar: Amazon

Sinopse: Uma história romântica e encantadora, com toque de humor e carregada de emoção, da mesma autora de Não Me Esqueças. Nicole é uma jovem bailarina e está prestes a realizar seu sonho: estrear no papel principal em uma peça na Companhia de Ballet de Londres. Tudo estaria perfeito se não fosse pela presença de um dos seus diretores, o temido Daniel Hunter, um maestro prodígio de temperamento difícil, com um humor sombrio e que desperta em Nicole sentimentos contraditórios. Quando uma tempestade de neve isola os dois em uma mansão centenária, Nicole e Daniel serão obrigados a encarar não apenas os segredos que atormentam o maestro, mas também uma paixão proibida — e avassaladora — que nasce entre eles. Entre a tão sonhada carreira na dança, um amor intenso como ela nunca sentiu e a própria segurança, Nicole se verá diante de escolhas que parecem impossíveis. E caberá a ela resgatar Daniel de seu próprio passado... Senhorita Aurora é um romance poderoso, tocante e perturbador, que mostra que todos merecem uma segunda chance, até mesmo alguém com fama de monstro.

"Senhorita Aurora" é um romance que gira em torno de Nicole e Daniel. Nicole Alves é uma brasileira que desde a infância demonstrou ser apaixonada pelo balé. Criada pela mãe, Nicole cresceu em uma situação financeira instável, mas que com muito esforço, conseguiu seguir seu sonho. Sua mãe trabalhou incansavelmente para que a filha tivesse todo o necessário: sapatilhas e ornamentos da dança e foi com muita luta que Nicole foi desbravando o seu caminho até fazer parte do  corpo de balé profissional da Companhia de Londres. Nicole está prestes a realizar uma audição para conseguir o papel principal de Aurora na peça A Bela Adormecida, que será montada em alguns meses. A competição para o papel é acirrada e Daniel Hunter, um renomado maestro estará na direção.
Daniel Hunter é conhecido não apenas por seu talento, mas também por seu temperamento volátil e tempestuoso, o que o torna uma pessoa difícil para se trabalhar.
A interação inicial entre os dois é tensa, principalmente por conta das patadas que Daniel dá em Nicole.  Apesar disso, Nicole tenta suportar o comportamento do diretor, afinal de contas, falta muito pouco para que ela concretize seu grande sonho e ninguém irá ficar em seu caminho...
Porém, quando ambos ficam presos em uma mansão durante uma tempestade, os protagonistas precisam enfrentar a atração e a vulnerabilidade que os envolvem. 
"— Vou tocar você como eu toco o meu piano. — Então, os dedos subiram em movimentos rítmicos e acelerados por toda a minha perna, dentro das coxas e entre as pernas. — Não, definitivamente muito melhor do que o piano — dizendo isso, ele me beijou com força e de uma maneira tão profunda que todas as palavras do mundo sumiram e renasceram nas voltas da língua dele junto à minha, nas ondas do corpo dele junto ao meu. "
O enredo é muito bem trabalhado e pode ser comparado a uma adaptação moderna de A Bela e a Fera. Nicole é luz, cheia de suavidade e encanto enquanto que Daniel tem essa personalidade sombria e misteriosa, ocultando um grande segredo que o prende nesse comportamento grosseiro. Sem dúvida a autora trabalhou bem os opostos de personalidades e a forma como eles se complementam, de modo que ficamos na expectativa pelo próximo acontecimento.
A forma como a peça e a realidade transitam dá a impressão de que os personagens vivem essa fantasia de forma profunda, trazendo a tona sentimentos ainda mais marcantes. Mesmo tendo um pano de fundo tão elaborado e complexo, o foco central da história não perde força e a autora trabalha muito bem uma temática sensível e delicada, que ainda é vista com certo preconceito na sociedade.

“Rótulos não são coisas idiotas? Eles deviam vir apenas em garrafas e potes de geleia, não em seres humanos. Eu nunca me senti bem rotulando uma pessoa que nem conhecia.”


10 comentários

  1. Olá tudo bem?
    Confesso que sou apaixonada por essa capa e a escrita da Babi é tão aclamada que me sinto compelida a conhecer mais essa obra. Não sei se vou curtir muito o lance do cara grosseiro e provavelmente bem abusivo com a garota doce e suave, mas pretendo dar uma chance.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Oi tudo bem?
    Não lembro se já li outras resenhas desse livro, mas já o conhecia pela capa que é maravilhosa
    Adorei sua resenha, fiquei bem curiosa para ler o livro, principalmente por lembrar uma versão moderna de A bela e a fera.
    Amei

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Eu adoro esses livros onde os protagonistas são os opostos um do outro, e um dos dois esconde um segredo obscuro, então já fiquei doida para ler essa obra. Já havia visto esse livro, mas não sabia muito sobre o que era. Amo essa capa. Adorei tua resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Eu sou louca para ler esse livro da Babi a historia me parece ser daqueles romances que eu tenho certeza que vou amar. E estou ainda mais curiosa agora para ler

    ResponderExcluir
  5. Oie tudo bem? Já li um romance da autora e gostei bastante, não tinha ouvido falar deste aí ainda, mas depois da sua dica impossível não querer ler!

    ResponderExcluir
  6. Oiii Karini

    Vou ser honesta, não é meu tipo de livro. Mas vejo que todo mundo que leu praticamente amou a história então, de repente, pra sair da zona de conforto acho que valeria a pena arriscar. Vou deixar anotado, por se por acaso pinta uma vontade de ler algo diferente do mesmo de sempre. A capa é maravilhosa.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  7. Olá, esse livro não me desperta interesse, mas achei legal poder conferir a sua opinião com a leitura e saber que você gostou da obra. Vejo sempre muitos elogios para o livro, mas não consigo me sentir atraída para realizar a leitura.

    ResponderExcluir
  8. Oi Karine, sua linda, tudo bem?
    Essa capa não ficou linda? Sempre gostei de ver filmes com temática de dança, então, foi muito natural querer livros com esse enredo também. Achei incrível a autora misturar a história da peça com o que os personagens estavam vivendo. Sou louca para ler. Sua resenha ficou ótima!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem Karine?

    Eu (Yvens) confesso que nunca li os livros da Babi Sette, esse não é um gênero literário que estou habituado a ler. Acho essa capa muito bonita, gostei da resenha e da premissa, mas infelizmente não pretendo ler "Senhorita Aurora". Vou indicar para as integrantes do blog.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  10. oie como vai?
    uma vez tentei ler esse livro, mas desisti, por não conseguir me sentir envolvida.

    ResponderExcluir