Resenha: Tarde Demais - Colleen Hoover - Record

Editora: Record
Páginas: 384
Ano: 2018
Gênero: Ficção / Literatura Estrangeira / Romance 
Onde Comprar: Amazon 
 
* Recebido de Parceria*
Sinopse: A autora best-seller do The New York Times está de volta com um romance ainda mais sombrio, intenso e assustadoramente real.

Para proteger o irmão, Sloan foi ao inferno e fez dele seu lar. Ela está presa em um relacionamento com Asa Jackson, um perigoso traficante, e quanto mais os dias passam, mais parece impossível enxergar uma saída. Imersa em uma casa incontrolável que mais parece um quartel general, rodeada por homens que ela teme e sem um minuto de silêncio, também parece impossível encontrar qualquer motivo para se sentir bem. Até Carter surgir em sua vida.

Sloan é a melhor coisa que já aconteceu a Asa. E se você perguntasse ao rapaz, ele diria que também é a melhor coisa que já aconteceu a Sloan. Apesar de a garota não aprovar seu arriscado estilo de vida, Asa faz o que é preciso para permanecer sempre um passo a frente em seu negócio e proteger sua garota. Até Carter surgir em sua vida.

A chegada de Carter pode afetar o frágil equilíbrio que Sloan lutou tanto para conquistar, mas também pode significar sua única saída de uma situação que está ficando insustentável.

Colleen Hoover não tem medo de escrever sobre assuntos delicados e Tarde demais prova isso. Perpassando as formas mais cotidianas de machismo até as formas mais intensas e cruéis de abuso, a autora mergulha na espiral atordoante que é um relacionamento abusivo.




Olá meus leitores queridos, como estão?
Hoje, a bola da vez é o livro Tarde Demais da conhecida e aclamada por muitos, Colleen Hoover. Ja li alguns livros que amei e outros nem tanto.. Mas vamos falar deste lançamento.

Bom, Tarde Demais trás uma coisa que eu não curto tanto que é triângulo amoroso; sério, isso me irrita! Mas passa no contexto dessa história.
Neste livro iremos conhecer Asa, que é traficante, Sloan - namorada de Asa e Carter um novo membro da "turma" de Asa e que vai ser motivo de eu ter dito que rola uma espécie de triângulo.

Sloan é uma jovem que desde cedo assumiu os cuidados com seu irmão Stephen. O pai? Nunca viu! A mãe? Uma drogada! Então a vida de Sloan jamais foi fácil ou simples. Sua vida é mas do mesmo e fazer o necessário para ter o que precisa; sem grandes expectativas. Ela vivia na dela, uma jovem sem qualquer perspectiva na vida, nem mesmo um teto para lhe proteger ela tinha e em dado momento ela conhece Asa.

Asa, por sua vez é destemido, um traficante que ganha muito e deseja sempre mais. ele é perigoso, não se confundam nunca por um ato "de bondade" que ele possa ter em ajudar Sloan e o irmão; tudo tem um preço e muitas vezes o preço é muito alto. Asa teve um passado tão sofrido quanto se possa esperar, o que pode ou não justificar a forma como ele vê as mulheres, a única que lhe interessou de maneira plena foi Sloan, a quem ele consegue agregar qualidades ou sei lá o que é aquilo que ele sente e ou acha que sente. Para sorte ou azar de Sloan... Deixo para vocês essa conclusão. Eu tenho a minha e estou aberta a discussões sobre o enredo.

A relação de Asa e Sloan é complicada. Ele é perigoso e ao mesmo tempo que é seu salvador, também é seu algoz, não tem o que Sloan possa fazer, ela tem uma dependência física e emocional, por conta de não ter como cuidar do seu irmão sozinha, arcar com os custos, não ter casa, apoio e etc.. Ela vai suportando e levando seu relacionamento abusivo. Sabendo que sempre está em risco, pois Asa é perigoso, ele pode até "gostar" de Sloan, mas sua maneira de demonstrar isso, nem sempre é boa. Com isso, eles estão juntos a mais de dois anos e a relação acaba sendo baseada no interesse e dependência que Sloan tem e no medo, do que em amor ou sentimentos saudáveis. Asa ganha uma grana preta por conta do tráfico e Sloan mora com Asa e a "turma" dele. Se sujeitando a várias tipos de tratamentos agressivos - lembrando que o abuso, nem sempre é físico ou apenas físico.

E então vamos conhecer Carter, um rapaz aparentemente comum e focado na faculdade, só que Sloan acontece na vida dele. Eles estão na mesma aula e ele acaba ficando encantado pela garota, assim como ela por ele. Porém quando retorna para casa se depara justamente com Carter, o carinha pelo qual ficou interessada. Sloan, apesar de estar com Asa, expliquei que está por interesse e medo, e agora o novo carinha por quem se interessa, também faz a mesma "merda" que Asa. Algo que ela abomina, mas tem que conviver..

Asa é um ser desprezível, ele trata Sloan como lixo e ela aceita, o que irrita muito Carter, já que perto de Asa ela é um capacho, enquanto com ele se comporta cheia de personalidade e dona si. É como se existissem duas Sloan, uma submissa aos caprichos do traficante e aquela livre, longe dos olhos dele.

Carter, apesar de estar no "esquema" parece ser um cara "decente", diferente do que Sloan está acostumada em anos com Asa, e isso acaba se tornando perigoso, pois eles se apaixonam e se Asa souber, suas vidas estarão em perigo.

Bom.. O enredo é nessa vibe que expliquei acima. Bastante denso, cheio de sentimentos e situações conflitantes. 

Vamos conhecendo mais e mais de cada personagem no decorrer da leitura e com isso também iremos "entender" o que tornou Asa quem é.

Com o livro sendo narrado em primeira pessoa, pelo ponto de vista desses três personagens principais na trama, conseguimos de fato entender os sentimentos que transbordam suas mentes e isso me fascina, pois parece que estamos ali, vivendo aquilo, junto dos personagens. Apesar de tudo que eu percebi sobre o que Asa viveu, ainda assim fiquei com muita raiva diante tantos comportamentos machistas e absurdos que ele pratica. Mas um dia, alguém me disse, "que damos aquilo que recebemos" e com Asa é bem assim! Ainda que eu acredite que nem sempre, somos frutos do meio, algumas vezes isso é o que ocorre literalmente, nos tornamos frutos do meio que vivemos.. Mas isso é papo para outra ocasião que trás "vida real".. Sei que temos escolhas, sei que aprendemos muito todos os dias e é algo constante.. Mas também sei que ainda que se tenha ou veja bons exemplos, as vezes as coisas ruins te atingem de maneira mais frequente e profunda do que as boas.. E isso acaba nos definindo (falando de um modo genérico). 

Sloan! Como me irritei e sofri junto com ela. Ela sabe que está em um relacionamento de merda; abusivo e sabe que está envolvida com um cara que é nocivo, mas ela não tem e não vê muita opção. Sempre tem aqueles que dizem, que há opção, mas isso em um mundo bonitinho e fantasioso.. No mundo real, assim como nessa ficção, nem sempre temos muitas opções e as vezes as opções que temos são todas ruins e não podemos fazer nada a não ser nos agarrarmos à ela. Falo por experiência própria em um passado complicado que engravidei cedo e tive que decidir muitas coisas, sem muitas opções, apoio ou sequer conhecimento.. Mas também não é um papo para essa resenha. Só posso dizer que entendo as escolhas ruins de Sloan. 

Carter é um personagem que fica meio que em suspenso em relação a algumas coisas.. Ele tinha um foco e um objetivo.. Sloan jamais estaria nos seus planos.. Mas quem planeja o amor? Ele viu de perto tudo que Sloan passava e em alguns momentos fiquei me perguntando porque de ele não fazer nada imediato, por qual motivo deixar a coisa rolar tanto tempo? Mas tudo tem uma explicação... Ou algo assim..

Eu nunca tinha lido nenhum enredo como esse da autora e simplesmente gostei bastante. É uma vertente nova que parece ter sido escrita em um bloqueio que ela teve e estava disponibilizando a história aos poucos e de repente se viu com um livro de muito sucesso entre seus fãs.

A história é densa, tem muitos sentimentos bons e ruins que transbordam das páginas e recomendo à leitura apenas para leitores que estejam preparados para um enredo que não tem muita beleza sabe? Tem mais realidade e sofrimento do que amor e encantamento.

Ah! Sofri durante toda à leitura sempre me pondo no lugar dos personagens e tentando pensar e imaginar algo melhor para cada um deles.. Até mesmo para Asa! Acreditem!

 

20 comentários

  1. Olá!! :)

    Eu confesso que não conhecia este livro ainda, mas ainda bem que trouxeste a resenha. Nunca pensei em ler um livro da autora, mas fiquei curioso.

    Ainda assim, acho ótimo que seja um romance que traga muito mais realidade e sofrimento do que essa beleza encantada.


    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está aí um livro que me surpreendeu muito de maneira positiva! Vale a pena a leitura.
      Beijos.

      Excluir
  2. Olá!!

    Sou apaixonada pas histórias da Collen, mas Tarde demais ainda está na lista do não lidos. Já tinha lido resenhas a respeito e todas batem na mesma tecla “não é a escrita habitual da autora”, mas como sei que Collen é sinônimo de seriedade quando se trata de abordar temas polêmicos estou com muita expectativa. Espero gostar muito e me incomodar o dobro com essa leitura.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Ainda não conheço o livro, como você disse a história tem muitos sentimentos bons e ruins e isso faz com que a história se evolua mais, gostei muito da resenha do livro fiquei bastante curiosa pelo livro, bjs.

    ResponderExcluir
  4. Caramba, que enredo incrível. E que resenha perfeita que cumpriu bem o seu papel. Dizer que você conseguiu despertar minha vontade de ler esse livro é pouco. Adorei.
    Parabéns pelo post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como eu disse, o enredo do livro é incrível e isso justamente por tratar de um assunto que hoje a sociedade já descortina sem grandes pudores. O fato da tua resenha não fechar um "certo e/ou errado" sobre o comportamento dos personagens tb é muito bom e foi exatamente isso o que despertou minha curiosidade. Entende? Parabéns pelo post!

      Excluir
  5. Amo histórias que trazem a realidade com força. Falar sobre machismo e tantos outros assuntos delicados não é nada fácil, muito menos ler acompanhando cada descrição e sendo tentado a sentir o mesmo que as personagens. Acredito que seja uma obra magnífica! Mal posso esperar para ler!
    Abraços! 😊

    ResponderExcluir
  6. As vezes não sabemos pq uma pessoa age de tal forma até conhecermos o contexto e o passado dela né?Como vc disse , uma leitura bem densa, e que eu penso que eu gostaria de ler sim! Uma ótima resenha de sua perspectiva da leitura.

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li nenhuma obra da autora, apesar de já ter acompanhado algumas resenhas. A trama de Tarde Demais é bem instigante. Fiquei curiosa para saber mais sobre essa história que mostra realidade e sofrimento.

    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi tudo bem?

    Caraca ainda não tinha visto livro dessa autora, mais estou impressionada com esse livro, e tenho certeza que vou amar pois gosto de livros mais reais e não cheio de fantasia ♥ Gostei bastante da resenha! bj

    ResponderExcluir
  9. Olá Karine, também não curto triângulos amorosos =/ Relevando isso o enredo parece estar muito bem construído pela autora e essa narrativa intercalada parece combinar bem com a proposta do enredo e de mostrar os lados dos protagonistas *-* Dica anotada.

    ResponderExcluir
  10. Um enredo forte e intenso, o tema relacionamento abusivo é delicado, livros que trazem esse contexto são sempre importantes. A situação da Sloan é difícil, não me parece que vá conseguir ter uma história de amor bonita, nem com Asa e nem com Carter.

    ResponderExcluir
  11. Fiquei tensa lendo a resenha, e imagino que a história é "realmente" o que muitas mulheres passam em seus relacionamentos não é?

    ResponderExcluir
  12. Ainda não li nada da Colleen Hoover. Mesmo parecendo ser algo diferente do estilo da autora, ela parece ter acertado em cheio mais uma vez. Gostei das descrições dos personagens e todos esses conflitos envolvendo as relações. O livro parece abordar bastante temas pesados, como a violência. Talvez a violência psíquica seja ainda pior do que a física, pois confunde a relação.

    ResponderExcluir
  13. Sou que nem você, também não curto muito triângulos amorosos, deixam meu cabelo em pé, mas assim que você disse que no contexto dessa história ele passa, então percebi que algo estaria para vir. Fiquei petrificada com a toda a trama. Só de ler sua magnifica resenha já sofri por Sloan e comecei a desejar que Asa chegasse para salvar ela das garras de Carter, mas afinal ele fazia o mesmo que Carter.... não... enfim, fiquei com imensa vontade de ler esse livro e esperando, sinceramente que ambos se libertem desse ser desprezível que Carter parece ser. Um beijinho.

    ResponderExcluir
  14. É a primeira vez que sinto que a história ganhou uma nuance no meu conceito e uma base quando se trata de um romance normal, notei isso especialmente com os personagens ... Comecei a ler um pouco dessa história no computador. Eu achei muito convincente, seus livros e incluem abusos domésticos. Ah, e o fato de que a corrupção de Asa Jackson, Sloan vai fazer o que for preciso para sobreviver até que ela seja capaz de encontrar uma saída, espero que ela ache que tem um final feliz.

    ResponderExcluir
  15. Não conhecia a autora Colleen Hoover, gosto de livros que tem triangulo amoroso e fiquei curiosa para saber o fim da história. Sua resenha ficou muito atraente e convidativa para lermos mais. Parabéns pelo post! Jéssica Lopes

    ResponderExcluir
  16. Esse livro deve ter uma história bem intensa, surpreendente e forte, pois um dos temas é o tráfico de drogas que traz muita polêmica. Eu ainda não li nada da autora, mas lendo as resenhas estou muito curioso para conhecer seus livros. Esse livro será um que colocarei em minha lista.

    ResponderExcluir
  17. Oi
    Não conhecia esse livro mais gostei muito da história dele adoraria ler e com certeza não vou me arrepender mega curiosa me deixou,a autora ainda não conhecia parabéns pela incrível resenha.

    ResponderExcluir
  18. Não fui a única que sofri com esse livro então! Kkk
    Também DETESTO triângulos amorosos, mas nesse caso não acho que seja um triângulo porque não vi aquele conflito de sentimentos por duas pessoas. A Sloan odeia o Asa (ela e a torcida do flamengo).
    Concordo em várias coisas com você (outras nem tanto) e é bom ver outros pontos de vista.




    Se quiser dar uma olhada no que eu achei do mesmo livro, podemos conversar mais.
    http://depoisdorush.com/2018/09/17/tarde-demais-resenha/

    ResponderExcluir