Resenha: @invernoemsaturno A gravidade que é a poesia - Davi Melo

Editora: CeNe
Páginas: 144
Ano: 2018
Gênero: Crônicas/ Poemas, poesia.

* Recebido em Parceria com a Editora


Sinopse - Aqui você encontrará uma parte daquilo que me compõe. São palavras escritas entre os dias de sol e as noites de frio, entre cobertas e descobertas, entre a sobrevivência em alguns invernos, a insistência e a busca pelo amor e a persistência da saudade. Eu sou grave, e você não faz ideia da gravidade que é a poesia.
Davi Melo consegue com muita sensibilidade expor sentimentos e emoções em seus 49 textos que compõe o livro @invernoemsaturno - A gravidade que é poesia.
"Tem sorriso que parece casa. E faz a gente se sentir como alguém que viajava por muito tempo, mas que precisava voltar ao lar de onde nunca deveria ter partido...". (p. 126)
Com textos bem curtinhos, o leitor terá a oportunidade de mergulhar profundamente em temas recorrentes e do nosso cotidiano, como o amor, a saudades, as dores de recomeçar e todos os sentimentos que existem na complexidade humana.
"como faz para voltar no tempo em que a gente só pensava em ter tempo para a gente?" (p. 30)
Com uma linguagem simples, direta e fluída o livro tem a capacidade de envolver o leitor e fazer com que ele relembre alguns momentos de sua própria história.
A obra traz uma sensação de familiaridade, de segurança e aconchego durante a sua leitura. Os textos, algumas vezes em uma única frase, consegue fazer com que o leitor se sinta abraçado.
"eu fui embora de você na tentativa de voltar a ser aquilo que você havia mandado embora de mim". (p. 56)
Essa é a primeira obra da CeNe editora que tenho a oportunidade de ler e preciso confessar que fiquei deslumbrada com o seu cuidado na edição. O livro é lindo! Os textos são acompanhados de desenhos com traços simples, mas que complementam de forma perfeita o significado de cada uma de suas páginas.
"mudei a estação em mim na tentativa de ver a luz entrar". (p. 87)

2 comentários