Resenha: À Beira da Loucura - B.A. Paris

Editora: Record
Páginas: 350
Ano: 2018
Gênero: Ficção / Literatura Estrangeira / Suspense e Mistério
Onde Comprar: Amazon

*Recebido em parceria com a Editora*

Sinopse: Cass está sendo consumida pela culpa desde a noite em que viu uma mulher dentro de um carro parado na estrada perto de sua casa, durante uma terrível tempestade, e tomou a decisão de não sair para ajudá-la. No dia seguinte, aquela mesma mulher foi encontrada morta naquele exato lugar. Cass tenta se convencer de que não havia nada que pudesse ter feito. E, talvez, se tivesse ido ajudá-la, poderia ela mesma estar morta agora. Mas nada disso é o suficiente para aplacar a angústia que sente, principalmente considerando o fato de que o assassinato aconteceu ali do lado, bem perto de sua casa isolada ― e que o assassino ainda está à solta.

Então, depois da tragédia, Cass começa a ter lapsos de memória: não consegue se lembrar de ter encomendado um alarme para casa, não sabe onde deixou o carro, muito menos por que teria comprado um carrinho de bebê quando nem filhos tem. A única coisa que ela não consegue esquecer é Jane, a mulher que poderia ter salvado, e a culpa terrível que a corrói por dentro. Tampouco consegue esquecer as ligações silenciosas que vem recebendo, nem a sensação de que está sendo observada.

Seria possível que o assassino a tivesse visto, parada no acostamento, enquanto decidia se ajudaria a mulher ou não? Será que ele está tentando assustá-la para que ela não conte nada à polícia? Mas como alguém poderia acreditar em seus temores quando nem mesmo ela é capaz de saber o que é verdade e o que é mentira? E como Cass pode acreditar em si mesma quando tudo ao seu redor parece provar que está ficando louca?



Olá!! Eu costumo curtir muito livros desse gênero, então quando vi esse lançamento eu corri para solicitar. A resenha demorou, mas chegou!

Bom, se imaginem morando em um bosque, um local mais isolado da cidade, do movimento de pessoas indo e vindo, a tranquilidade de acordar em meio a natureza e os barulhos maravilhosos que a floresta nos trás.. Pois bem.. Esse é meu desejo faz muitos anos.. Sou estranha, eu sei.. Mas em à Beira da Loucura nos apresenta uma situação diferente da paz e tranquilidade que eu imagino para minha vida. Somos apresentados a Cass, ela não se sente nada satisfeita ou segura em morar em um lugar assim, pelo contrário, desde que ocorreu um assassinato de uma mulher que liga o bosque e a cidade, nunca mais Cass se sentiu segura. De alguma forma, Cass acredita piamente que o assassino quer ela, claro que tem um motivo, na noite do assassinato, Cass passou pelo local do crime e depois disso, nunca mais teve paz.
Tudo piora bem mais por saber que a mulher morta era Jane uma pessoa que ela tinha acabado de conhecer e com quem tinha dado início a uma amizade. Isso perturba muito Cass, uma tragédia dessas e com uma pessoa que ela conhece. Além disso, Cass se sente culpada pela morte da amiga, pois quando ela passou pelo local onde o crime ocorreu, sua amiga ainda estava viva dentro do carro e a sensação de que ela poderia ter feito algo que evitasse a morte de Jane lhe incomoda profundamente.

Tudo isso seria no mínimo sentimentos comuns de qualquer ser humano, porém com Cass há aquela dúvida do que é real ou não, já que faz algum tempo ela tem lapsos de memória, o que deixa ela entre o que é real ou não e também a nós.. A mãe de Cass teve demência e faleceu a algum tempo atrás e claro que paira a dúvida se Cass está desenvolvendo a mesma patologia que sua mãe. Com certeza isso é assustador!

A história segue essa premissa e nos trás muito mais do que eu mencionei; é uma história que nos força a pensar e incomoda em determinados momentos por não sabermos, assim como a própria Cass, o que é real e o que não é!.
Eu amo esse tipo de enredo e para meu gosto B.A. Paris fez um excelente trabalho. Não foi o melhor livro do gênero que eu já li, mas gostei muito. Tenho visto as pessoas compararem muito os enredos com o autor a, b ou c.. Eu li esse livro desprovida da minha vasta experiência com leituras do gênero e funcionou completamente para me distrair e entreter de maneira eficiente.

4 comentários

  1. Oi, Karini.
    Já li outro livro da autora que gostei bastante, então estou doida para ler esse também.
    Mesmo sabendo que ele não é o melhor do gênero, deve ser bem interessante!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Sou fã desse gênero e já vi que esse vai pra lista de desejados. Agora lendo a sua resenha já fiquei curiosa para saber mais dos mistérios envolvendo Cass.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  3. Amei conhecer o livro pela sua resenha e achei bem tensa essa situação que a personagem vive, com esse sentimento de não estar mais segura e de não saber o que é real ou não.

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?

    Achei a premissa interessante, é bacana quando o autor consegue fazer o leitur duvidar de tudo que está lendo, além fo próprio personagem. Você já leu "A menina submersa"? Tem essa pegada também, acho que se ainda não leu, pode ser que você curta.

    Beijo!
    Ana.

    ResponderExcluir