Resenha: Nevernight - A sombra do corvo - Crônicas da Quasinoite #1 - Jay Kristoff

Editora: Plataforma21
Série: Crônicas da Quasinoite #1
Páginas: 608
Ano: 2017
Gênero: Fantasia / Ficção / Jovem adulto / Literatura Estrangeira

*Acervo pessoal*

Resenhista convidada
Andynha

Sinopse: Há histórias sobre Mia Corvere, nem todas verdadeiras. Alguns a chamam de Moça Branca. Ou a Faz-Rei. Ou o Corvo. A matadora de matadores. Mas, uma coisa é certa, você deveria temê-la.
Quando ela era criança, Darius Corvere – seu pai – foi acusado de insurreição contra a República de Itreya. Mia estava presente quando o carrasco puxou a alavanca, viu o rosto do pai se arroxeando e seus pés dançando à procura do chão, enquanto os cidadãos de Godsgrave gritavam “traidor, traidor, traidor”...
No mesmo dia, viu a mãe e o irmão caçula serem presos em nome de Aa, o Deus da Luz. E, embora os três sóis daquela terra não permitam que anoiteça por completo, uma escuridão digna de trevas tomou conta da menina. As sombras nunca mais a largaram.
Mia, agora com dezesseis anos, não se esqueceu daqueles que destruíram sua família. Deseja tirar a vida de todos eles. É por isso que ela quer se tornar uma serva da Igreja Vermelha – o mais mortal rebanho de assassinos de toda a República. O treinamento será árduo. Os professores não terão misericórdia. Não há espaço para amor ou amizade. Seus colegas e as provas poderão matá-la. Mas, se sobreviver até a iniciação, se for escolhida por Nossa Senhora do Bendito Assassinato… O maior massacre do qual se terá notícia poderá acontecer. Mia vai se vingar.

“O garoto era belo.”

Série nova aqui no blog, confesso que quis ler porque achei a capa diferente e de certa forma me chamou atenção, mas não sabia exatamente o que esperar, li a sinopse bem por alto e estava apostando em algo no estio medieval. Até tem essa pegada, mas o foco é magia, poções e assassinato. 


A personagem Mia é intensa e um tanto brutal, quando pequena acompanhou momentos tensos, no qual quase perdeu a vida e jurou se vingar. E com passar dos anos, ela aprende a ser uma espécie de assassina das sombras, mas a Igreja Vermelha é a oportunidade de se aprimorar e conhecer novas técnicas. 

Não se se colocara como Jovem-Adulto, é um pouco acima, mesmo a protagonista tendo 16 anos. Ela é forte e decidida, mas há momentos que ela fica na dúvida, algo normal na idade. As situações apresentadas no livro têm alguns momentos meio chocantes, o autor fala de maneiras de matar e outras coisas do tipo de uma forma muito ‘normal’. 

Dentro da história, a ideia de vingança é o que guia quase todos os personagens apresentados. E temos uma gama grande deles, sejam por interesses próprios, sejam porque os pais os queriam ali ou mesmo uma briga da Igreja e da República, a morte é algo comum durante muitas páginas. 

Um ponto que achei maçante foi o desenrolar do mundo criado ao fim dos capítulos, tinha momentos legais, mas na maioria das vezes a coisa é extensa e o que foge do contexto da história que acontece naquele momento, além de ser enorme. Poderia ter sido condensado e a gente se sentiria mais ligado ao mundo criado. 

Outra falha para mim, foi não me inteirar muito sobre o mundo que o autor criou. A História da protagonista e da Igreja acaba sendo forte demais e praticamente 80% do livro ocorre dentro da Igreja com suas provas e conspirações. Então, se o mundo lá fora tem mistério, neva ou é formado por robôs gigantes, meio que não nos faz muita falta no decorrer da história. 

O final teve muita reviravolta e acredito que a relação Igreja X Protagonista X O que de fato acontece no mundo (República) será mais abordada no próximo, já que no final chegamos nessa encruzilhada.

11 comentários

  1. Olá!
    Acho que todo mundo já se arriscou em uma leitura por causa da capa hahaha
    Parece ser um livro um tanto macabro, ainda mais por focar nesse lado de vingança e morte.
    Uma pena o final ter ficado maçante, muitas vezes o autor deixa todos os pontos para serem ligados de uma vez no final.
    Infelizmente não seria uma leitura que faria, parece um livro pesado e com certeza sentirei falta dessas explicações sobre o mundo que foi criado.
    Abraços
    FLeituras

    ResponderExcluir
  2. Oiiii,

    Achei a capa bem interessante também, mas fiquei surpresa porque por ser o primeiro livro da série ele deveria ser mais introdutório né? Então eu esperaria maiores descrições do universo como um todo e não só de uma parte dele, acho que eu ficaria com a sensação de que eles se preparam pra lutar contra algo desconhecido, já que não se fala tanto do mundo exterior. Admito que fiquei um pouco com preguiça das partes maçantes, seria algo que iria tornar a leitura bem lenta para mim, então ainda não sei se vou dar uma chance pra história.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Já faz um tempo que eu tava com vontade de ler essa história justamente porque a capa me chamou a atenção. Agora, depois de ler a sua resenha, fiquei ainda mais curiosa. Mesmo os defeitos que você apontou, para mim pareceram coisas interessantes. Achei ótimo saber que não é tão juvenil assim, apesar da idade da protagonista!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  4. Essa é uma série que eu estou doida para ler. Parece ser uma fantasia mais dark, o que me agrada bastante. Já ouvi muitos comentários bacanas sobre essa leitura, mas gostei das ressalvas que você abordou, irei mais atenta para essa leitura.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura | Instagram

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Realmente essa capa chama muita atenção e a sinopse também. Eu fiquei super curiosa para conhecer a história, parece cheia de mistérios e bem obscuro, principalmente por a morte ser tratada como algo normal, realmente chocante.
    Dica anotada!
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Também leria por causa da capa, amei ela, totalmente diferente é obscura e mistica de certa forma. Gostei da sinopse também chamou minha atenção. Parabéns pela resenha foi sincera e direta, colocou seus pontos positivos e negativos, a única coisa que deixa com pé atrás para ler é que tem continuação, não sou o tipo de pessoa que gosta de esperar outros livros kkk, mas assim mesmo vou colocar na minha lista, obrigado. Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Olá! eu quero muito ler este livro, quase todas as pessoas que leram e as resenhas que eu li elogiaram bastante a trama, dizendo também sobre esse peso que a vingança tem sobre a personagem principal e sobre a essência do livro em si. O que mais me chama a atenção é isso de fato, essa pegada bem sombria e sangrenta. A curiosidade aumentou mais ainda! Obrigada pela resenha!

    Bjoxx ~ Aline ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  8. Achei a sinopse deste livro muito forte. Só de imaginar tudo pelo que a Mia passou já sinto uma dor no coração. E isso me lembrou o livro A Conquistadora, no qual a protagonista Gelina também se torna uma assassina bem nova, por causa da perda brutal de sua família. É um livro forte também, mas um dos meus preferidos da vida.

    Não sei se leria a história, pois parece que não haverá nenhum amor para ajudar a mocinha a superar o desejo de vingança e recomeçar. Parece que o livro vai se concentrar bastante no ódio que tomou conta dela e nos assassinatos que terá coragem de cometer. Isso me angustiaria e portanto prefiro não arriscar a leitura.

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Eu sempre vejo muitos elogios para essa série e tenho curiosidade de ler. No entanto, fico com pé atrás por parecer uma fantasia mais sombria do que estou acostumada a ler. Por outro lado, acredito que Mia seja uma personagem muito interessante, por tudo que enfrentou.
    Eu ainda pretendo ler futuramente, mesmo não fazendo muito meu estilo de leitura. Uma pena que algumas partes tenham sido cansativas e que o universo não tenha sido tão explorado assim, mas espero que o segundo seja melhor.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Eu sempre vejo comentários super positivos sobre esse livro, acho que o seu é o primeiro que aponta ter essas partes meio massantes, é bom para mim ver opiniões diferentes. Ainda assim é uma leitura que tenho curiosidade de fazer.

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Vi falarem muito sobre esse livro no instagram, ainda não sabia o que realmente ele se tratava, mas sua resenha me deixou bem curiosa, mesmo não sendo fã de fantasia a capa me chamou bem atenção.

    ResponderExcluir