Resenha: Um Dia em Dezembro - Josie Silver

Editora: Bertrand
Páginas: 392
Ano: 2018
Gênero: Ficção / Literatura Estrangeira / Romance 

*Recebido na box V.I.B*

Sinopse: Uma história de amor inesquecível, comovente e emocionante; para fãs de Jojo Moyes e David Nicholls.

Laurie não acredita em amor à primeira vista. Afinal de contas, a vida não é a cena de um filme romântico. Mas, então, em uma manhã de dezembro fria e com neve, o ônibus de dois andares em que voltava para casa para em um ponto. Ao olhar para baixo, ela o vê. Por um segundo transcendental, seus olhos se encontram... e então o ônibus começa a andar. Depois de muitos meses com a esperança de cruzar novamente com ele, Laurie acha que nunca mais verá o garoto do ônibus.

No entanto, um ano depois, em uma festa de Natal, sua melhor amiga, Sarah, apresenta o novo namorado, o grande amor de sua vida. Para seu profundo desespero e surpresa, ele é ninguém menos que o garoto do ônibus. Determinada a esquecê-lo, Laurie segue com sua vida. Mas e se o destino tiver outros planos?



Olá meus lindos, recebi esse livrinho em mais uma box da VIB, e foi uma surpresa, tinha um tempinho que eu não recebia nada deles da VIB.
Bom, vamos ao que eu achei do livro?

Eu costumo curtir muitos os clichês de natal, são encantadores, e como diz minha amiga Patrícia, é uma época que ela ama muito, eu nem tanto, mas curto as histórias e filmes de natal. Então quando eu recebi esse livro, fiquei louca de vontade de ler. Era para eu ter postado essa resenha faz um tempo, porém tive e estou com alguns problemas de saúde o que me fez ficar afastada diversas vezes esse ano das redes sociais, blogs e afins. Mas cá estou eu, atrasada, mas aqui! Se não me engano, esse livro veio na caixinha de outubro e a história nos trás nada mais nada menos que um amor que não aconteceria em tempo nenhum, mas que acaba ocorrendo exatamente no mês de dezembro. Que aliás, é o mês do meu aniversário. Quero presentes!!! rsrs

Nesse enredo, vamos conhecer Laurie que está aparentemente tendo um dia comum, andando de ônibus, pensando em sua vida, quando eis que vê um carinha em uma das paradas e logo de cara ela não apenas se sente atraída por ele, na verdade ela percebe que se trata do grande amor da sua vida (se é que isso existe - sou meio descrente); então ali, naquele momento Laurie se propõe a encontrar esse cara e viver sua história de amor. Um tempo passa e sua melhor amiga lhe apresenta seu novo namorado que nada mais é que o tal carinha; Jack é exatamente "o amor da vida de Laurie", o tal carinha da parada de ônibus.

Bom, a premissa é basicamente essa. Todo mundo sabe e se não sabe, a essa altura já deveria saber que eu DETESTO "amor miojo", não acredito e muito menos aprecio amor instantâneo. Sorry! Mas não cola! Apesar disso o enredo trás alguns pontos legais e uma trama envolvente.. Mas não foi uma das melhores leituras que eu fiz esse ano. Me decepcionei um pouco com o lance do amor.. Mas no fim a autora entregou uma trama que irá agradar aos amantes de romances fofos.

7 comentários

  1. Bom, eu gosto de histórias de romances fofos assim, sei que pode ser muito surreal mas eu gosto de ler, não tenho esse preconceito é uma ficção. Esse livro eu estou com muita curiosidade para ler e espero poder ler em algum momento, de qualquer forma gostei de ver suas considerações pena que a nota foi tão baixa.

    Abç.

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem? Bom, só pelo título e o gênero já dá pra ver que é um daqueles clichês que eu não encararia. Eu gosto de clichês, mas quando reinventados, esse não parece o caso. Eu não sou muito de coisas sobre o Natal, confesso que pra mim passa demais do clichê, fica uma coisa chata além da conta. Adorei a sua definição de "amor miojo", também não acredito nisso. Acho que o amor nasce e se constrói, é difícil dizer que está apaixonada só por causa de um olhar ou poucas palavras. Gostei da sua verdade, parabéns!

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Romances instantâneos também não são meus preferidos, mas ai depende um pouco de como vai seguir o desenrolar da trama nos capítulos seguintes. São poucos os autores que conseguem fazer isso de forma graciosa e envolvente.
    Tenho visto ótimas resenhas sobre esse livro, mas quando fizer a leitura certamente irei com baixas expectativas.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  4. Eu amei esse livro. Também não curto muito esses amor miojo, mas consegui relevar isso e no geral foi uma leitura bastante surpreendente e fofa. Fiquei encantada com o que encontrei na obra.
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Adorei a resenha e o termo "Amor miojo" haha. Comigo também não cola, quando vi esta premissa até me interessou, depois passei a ler várias resenhas falando como a protagonista trata este amor a primeira vista, como se isso fosse a coisa mais importante do mundo e tal. Aff! Olha, amo o natal, adoro dezembro e por isso talvez eu dê uma chance um dia, mas também acho que não irei curtir.

    ResponderExcluir
  6. Hey. Parece mesmo o típico clichê de Natal :) mas geralmente é esse tipo de história que as pessoas gostam de ler nessa época, por causa do clima de paz, fofura e harmonia que o mês trás. Mas, ainda assim, sinceramente, também não sei se conseguirei ler um romance que o sentimento da menina é baseado em um único encontro (sem nem terem conversado).
    Gostei da forma que expressou sua opinião. E parabéns adiantado szszsz

    ResponderExcluir
  7. Olá Karini, eu não conhecia esse livro e mesmo curtindo esse romances fofo natalinos também não gosto desses romances que surgem do nada, então acho que acabaria ficando um tanto incomodada durante a leitura =/ Mas para quem não se importa com isso deve ser uma leitura agradável *-*

    ResponderExcluir