Resenha: Filha da Fortuna - Isabel Allende

Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 378
Ano: 2018
Gênero: Drama / História / Literatura Estrangeira / Romance 

*Recebido em parceria com a editora*

Sinopse: Edição com nova capa de um dos maiores clássicos da autora do best-seller A casa dos espíritos.

Abandonada ainda bebê no Chile do século XIX, Eliza Sommers foi criada por uma prestigiosa família inglesa em Valparaíso, onde se apaixonou por Joaquín Andieta, um dos empregados do tio adotivo. A descoberta de ouro na Califórnia em 1849 mobiliza metade do país, que não hesita em içar velas e correr atrás da fortuna — inclusive Joaquín, que lhe promete um casamento tão logo volte com os bolsos cheios de ouro.
Mas Eliza não está disposta a esperar e parte clandestinamente para a Califórnia em busca de seu amado. Viajando escondida no porão de um veleiro na companhia de homens e mulheres atraídos pela febre do ouro, a jovem conhece Tao Chi'en, um médico chinês que a conduz por uma inesquecível jornada pelos mistérios e contradições da condição humana.
Retrato vibrante de uma época marcada pela violência e pela cobiça, Filha da fortuna é um livro sobre a redescoberta do amor, da amizade, da compaixão e da coragem, e é povoado de personagens que ficarão para sempre na memória e no coração dos leitores.


Olá pessoas queridas! Como estão?
Hoje trouxe a resenha de uma autora que eu curto bastante, Isabel Allende. Quem acompanha o blog, sabe que eu já li outros livros da autora e acho sua escrita em geral bem fluída e instigante.

Em "Filha da Fortuna" conheceremos Eliza Sommers - chilena, criada por um funcionário da Companhia Britânica de Exportações como filha adotiva, em Valparaíso (1843). A história irá acompanhar sua vida por cerca de uma década; além de nos fazer viajar pelo Chile, China e Califórnia.

Eliza foi criada frequentando os salões de festas de sua família adotiva; um mundo de tradições, etiqueta, moral e toda pompa e em contrapartida também cresceu com a presença constante de Mama Frésia, uma índia que irá lhe apresentar as superstições e crenças dos chilenos. Porém, Eliza não sabe muito sobre si mesma e o que aconteceu antes de ela conhecer sua atual vida.. 

Eliza idealiza uma vida na nobreza e se espelha em sua mãe adotiva, porém as coisas mudam quando ela se apaixona por Joaquín Andieta. Joaquín é bastardo e suas convicções idealistas e liberais. Ambos estão apaixonados e quando surge os murmúrios de ouro na Califórnia, ele vê nisso uma oportunidade para conseguir o dinheiro que precisa para se casar com Eliza e prover um sustento melhor para sua mãe; então, ele ruma ao encontro do destino com expectativa de conquistar seus objetivos. Alguns meses depois, Eliza também parte para a Califórnia.. E apesar das promessas que Califórnia parece sustentar, também é um local muito diferente de onde Eliza vem..

Uma história com uma ambientação muito bem feita e que trás vários temas, tais como, cobiça, drama, amor, amizade, violência e muito mais.. Temos um romance histórico recheado de muitas intrigas e até um certo suspense..
A escrita flui de maneira rápida e sem enrolações e nos conduz com tranquilidade por vários cenários e paixões.
O final foi bom, apesar de termos ficado por conta sem um final redondo.. 

Beijos.

2 comentários

  1. sou louca pra ler alguma coisa da isabel allende, adorei conhecer mais desse livro pela sua resenha

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que consiga. Essa autora é incrível! Beijos.

      Excluir