Resenha: Não Confie em Ninguém - Charlie Donlea

Editora: Faro Editorial
Páginas: 352
Ano: 2018
Gênero: Romance / Suspense e Mistério 

Sinopse: O melhor livro de Charlie Donlea - até agora. O destino de Grace Sebold toma um rumo inesperado durante uma tranquila viagem com o
namorado. O rapaz é assassinado... e ela é condenada pelo crime. Depois de dez anos na prisão, surge a chance de Grace provar sua inocência ao conhecer a cineasta Sidney. Em um documentário que exibe as falhas do processo, a cineasta questiona se a condenação foi fruto de incompetência policial ou se a jovem foi vítima de uma conspiração. Antes do término das filmagens, o clamor popular leva o caso ser reaberto, mas um novo fato provoca uma reviravolta: Sidney recebe uma carta anônima afirmando que ela está sendo enganada pela assassina. A cineasta começa a investigar o passado de Grace e quanto mais se aprofunda na história, mais dúvidas aparecem. No entanto, agora, o que está em jogo não é apenas a repentina fama e carreira, mas sua própria vida.


"Não confie em ninguém" é um thriller emocionante que deixará o leitor absorto na leitura até a última página. O livro conta a história de Grace Sebold, uma estudante universitária que viaja para o Caribe com a família e o namorado para participar de um casamento que é presa sob a acusação de assassinato do próprio namorado. Com uma investigação rápida e talvez ineficiente e um julgamento relâmpago, Grace tem sua vida virada do avesso e o futuro brilhante que a esperava arrancado abruptamente.


“Matar alguém exige perfeição, timing e sorte. Eu esperava que esses três atributos estivessem ao meu lado nesse entardecer.” (p. 13)


A história avança dez anos e somos apresentados à uma documentarista chamada Sidney Ryan, que vem sendo reconhecida por seu trabalho minucioso e honesto, até mesmo conseguindo libertar pessoas inocentes da prisão. Por dois anos Sidney vem recebendo cartas de Grace (assim como de outras centenas de presos que alegam sua inocência), mas apenas após discutir a viabilidade da realização de um documentário com sua parceira Leslie Martin é que Sidney viaja até o Caribe para ter uma perspectiva real do caso.
O perfil de Grace é um perfil que se destacaria na televisão: uma garota de classe média, com um futuro brilhante que foi presa em outro país e que teve um processo de prisão/julgamento rápido. Sidney percebe que as autoridades caribenhas estavam interessadas em finalizar rapidamente o caso por se tratar de um local turístico. Então a grande questão é: Grace matou o seu namorado ou as autoridades caribenhas pisaram na bola durante a investigação?


“Sidney estava à procura de algo mais do que uma história perturbadora. Ela buscava furos no caso... mas o que ela procurava era algo que pudesse levar aos seus chefes da emissora de tevê que os convencesse de que uma grave injustiça ocorrera.” (p.36)


Sidney, junto com a parceira e a emissora de televisão decidem fazer um documentário em tempo real, ou seja, o telespectador irá descobrir ao mesmo tempo em que a equipe investigativa tudo o que aconteceu ou as novas evidências que vão surgindo. Tal formato de documentário acaba conquistando os telespectadores e a investigação mudará a vida não apenas de Grace, mas também de Sidney de uma forma inesperada.
O autor criou personagens com personalidades fortes, cheios de segredos e um enredo muito bem construído, onde a cada momento, um possível novo culpado surge ou uma nova evidência apontando Grace como autora do crime aparece.
Quanto mais Sidney se aprofunda na investigação, mais dúvidas surgem tanto sobre a culpa como a inocência de Grace. Cabe ao leitor ir juntando as pistas apresentadas e ir montando o quebra-cabeça apresentado, mas algo é garantido: o final do livro é inesperado e de tirar o fôlego!


"Havia algo sedutor em Grace Sebold. E se Sidney conseguia sentir isso nas cartas, tinha certeza de que os telespectadores veriam isso em um documentário." (p. 60)
 

18 comentários

  1. Oi Karini

    o Charlie escreve mt bem, suas história são sempre envolventes!

    Bjoooooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Falou thriller eu já fico com as orelhas antenadas e mesmo amando o gênero eu não conhecia esse livro, mas fiquei animada para querer descobrir quem matou o namorado de Grace e qual o desfecho de tirar o fôlego desse livro, ou seja, eu preciso ler.

    Abraços, Ká.

    ResponderExcluir
  3. Oi Karini. Este ainda não li, os outros dois já devorei e favoritei o autor com gosto! Essa dinâmica que ele trás para as histórias, com essa pegada de investigação, personagens que deixam a gente confuso, sem saber em quem acreditar ou quem culpar, é uma das coias que eu mais gosto. A capacidade que ele tem de enganar a gente! Amei a resenha!

    Bjoxx ~ Aline ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  4. Gente.. esse livro!! Eu não supero.. não consigo.. O funal, aquilo nem fimal foi, tipo ficou um baita buraco para saber do resto.. Fiquei chocadissima com o rumo da investigação.. A Sidney??? Cmo assim? Foi um dos melhores livros que li na vida

    ResponderExcluir
  5. Lendo sua resenha eu fiquei esperando você dizer que é uma história real porque tem muita cara desses casos americanos que passam no canal Investigação Discovery. Também me lembrei muito de outro thriler o do Harlan Coben "Não conte a ninguém" e que também é muito bom, e o fato da personagem se chamar Sidney, claro né... me fez lembrar o mestre do suspense, o Sheldon. Adoro resenhas que vão além da leitura e te despertam muito mais que o interesse em ler. Parabéns pela resenha!!

    ResponderExcluir
  6. Esse livro é incrível, é o melhor thriller que eu já li só por aquele final inesperado. Foi um final que me deixou um vazio tremendo.
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Estou demasiadamente curioso em contemplar essa obra na íntegra, pois desde o ano passado fiquei com a curiosidade aguçada ao ler a sua sinopse. Espero estar lendo esse ano.

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Confesso que li sua resenha por alto porque pretendo ler esse livro. Na verdade apesar de ter os dois primeiros do autor, ainda não os li.
    Esse tipo de história cheia de suspense e bem escrito me atrai muito então espero gostar e ficar curiosa enquanto tento decifrar o quebra cabeças criado pelo Charlie.

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  9. Oi, Karini!
    Não costumava ler muitos thrillers, mas ultimamente tenho me interessado mais por esse gênero e adoro ver indicações de livros desse tipo. Sempre vejo muitos comentários positivos sobre esse livro e ver que a trama também te agradou e surpreendeu me faz ter vontade de lê-lo. Saber que a história apresenta várias possibilidades de suspeitos do crime deve fazer dela uma narrativa muito intrigante. Espero poder ler o livro futuramente. Beijos!

    Jéssica Martins
    castelodoimaginario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Eu estou super curiosa para ler esse livro e descobrir que a personagem é ou não culpada pela morte do namorado, achei a ideia do documentário em tempo real muito interessante.

    ResponderExcluir
  11. Olá, Karini!

    Eu li muitas resenhas negativas sobre este livro e apesar de ter ficado um tanto decepcionada não desistir da história e está nos meus planos lê-la em breve. Lendo sua resenha percebo que tomei a decisão certa, pois fiquei ainda mais instigada a desvendar os mistérios que rondam esta história e a vida de Grace.

    Espero que no final das contas ela não seja culpada.kkkkkk... Porque descobrir que ela só enganou a todos me deixaria furiosa com a personagem.rs

    Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bom?
    Eu acho a premissa desse livro simplesmente fascinante e fiquei ainda mais curiosa em relação a leitura após ler sua resenha!Já quero acompanhar essa trama que prende o leitor e descobrir qual é esse final totalmente inesperado! Confesso que estou curiosa para saber se a moça matou ou não o namorado! rs
    Amei sua resenha, dica anotada! ♥
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Oi, Karini!
    Eu amo livros policiais (mesmo ultimamente não tendo muitos) e desses mais recentes que foram lançados, esse é um dos que mais estou interessada em ler.
    Espero que consiga ler logo.
    Sua resenha está ótima!
    Bjss.

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas já ouvi muitos comentários sobre o autor e as pessoas elogiam bastante a escrita dele. Confesso que não leio muito o gênero, mas parece ser uma trama instigante e bem desenvolvida. Gostei de saber que o final é surpreendente e acredito que é uma ótima opção para quem adora um suspense.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Oie!!

    Gente, como eu amo livros de thrillers! Sou apaixonada pela escrita e pelas obras do Charlie, tanto que fui na bienal só para vê-lo, hahaha

    Amei esse livro, me surpreendi, me apaixonei e simplesmente devorei!! kk

    beijos

    ResponderExcluir
  16. Olá Karini!!!
    Eu achei a sinopse do livro interessante e por a gente ver na sua resenha que o que vai ficar muito no caminho é a questão do programa.
    Eu não imaginava que a ideia do programa que aparece no livro é em tempo real, ou seja, tudo ali e sem ser por gravações.
    A ideia do autor é muito brilhante e o fato de ter personagens fortes o ajuda e muito.
    Adorei a resenha!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Gosto bastante do gênero mas confesso que não são todos os livros que realmente me encantam. Mas gostei bastante do que sua resenha trouxe a espeto da história e do propósito suspense. A trama parece bem palpável Já anotei aqui.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Estou louca para ler os livros de autor, só venho lendo resenhas ótimas sobre seu livros e o desenvolvimento. Esse tipo de livro são os meu favoritos, adoro uma boa investigação e suspense, já vi que irei gostar. Espero ler em breve!

    beijos!

    ResponderExcluir