Resenha: O Cemitério - Stephen King

Editora: Suma de Letras
Páginas: 424
Ano: 2019
Gênero: Aventura / Cinema / Crime / Fantasia / Ficção / Horror / Literatura Estrangeira / Romance / Suspense e Mistério / Terror 
Parceria com a Editora

Sinopse: Louis Creed, um jovem médico de Chicago, acredita que encontrou seu lugar naquela pequena cidade do Maine. A boa casa, o trabalho na universidade, a felicidade da esposa e dos filhos lhe trazem a certeza de que fez a melhor escolha. Num dos primeiros passeios familiares para explorar a região, conhecem um "simitério" no bosque próximo a sua casa. Ali, gerações e gerações de crianças enterraram seus animais de estimação.

Para além dos pequenos túmulos, onde letras infantis registram seu primeiro contato com a morte, há, no entanto, um outro cemitério. Uma terra maligna que atrai pessoas com promessas sedutoras e onde forças estranhas são capazes de tornar real o que sempre pareceu impossível.


Oi gente, hoje eu reaproveitei um post antigo, quando digo isso, é bem antigo mesmo, de 2014, para dar uma repaginada, pois eu fui convidada pela Grupo Editorial Cia das Letras a estar realizando uma leitura coletiva do livro O Cemitério do aclamado Stephen King, e claro que a essa altura, todos vocês já devem saber o quanto eu amo a escrita desse homem e sou louca pelos seu livros; então ainda que eu tenha lido o livro lá em 2014, pensei na oportunidade de reler, pois eu acredito que reler um livro sempre nos mostra novos ângulos, nos faz perceber coisas que passaram batidos, além de revivermos aquele velho sentimento já conhecido de antes.. Então, mergulhei de cabeça e mais uma vez eu fiquei grudadinha nas páginas e ansiosa por virar cada uma delas e sentir na pele os calafrios que dá e aquela velha agonia já conhecida que o autor causa na gente! Mas, sem mais delongas, bora falar do livro..

Minhas impressões:

Este é sem dúvida, um dos melhores livros do King, eu simplesmente não consigo deixar de apreciar suas obras e a cada uma lida, me torno mais fã do autor, se é que isso é possível, mas juro que não sou a lunática "fã número um" kkkkkk, entendedores entenderão! (para quem leu Misery.

A escrita de King é ao mesmo tempo macabra, sobrenatural e realista. Ele sempre cria personagens palpáveis que agradam o leitor ou mesmo nos faz ter algum ponto onde ligar algo ou alguém aquele personagem, sentir empatia ou mesmo repulsa a ponto de ter raiva, querer estapear e gritar: "sai daí seu burro, não acredito que você vai mesmo fazer isso!" e no fim, em algumas situações até entendemos as loucuras ou perversões de seus personagens e o que os levou a tais atos, como aconteceu em O Cemitério.
Outra coisa que admiro muito na escrita de King é o humor negro, as ironias e tiradas que nos faz pregar os olhos ao livro e dar boas gargalhadas mesmo em um cenário completamente horripilante! É eu sou dessas! Gosto de humor ácido, gosto de cenários sombrios, gosto de personagens simples, porém com complexidades profundas em suas vidas e é exatamente isso que o mestre King nos trás a cada leitura que realizo dele. Não tenho defeitos para por.

Um pouco sobre o enredo:

O médico Louis Creed e sua família se mudam para uma casa no Maine, e o Dr. passa a trabalhar em uma universidade no local. Sua nova casa está localizada em uma rodovia onde muitos animais já foram atropelados e mortos devido ao fluxo dos carros e a falta de controle do mesmo. E logo de cara isso meio que é assustador, mas a família está bastante empolgada com o tamanho da casa, do terreno e etc. Rachel, Louis, Ellie, Gage e o gato Church parece que terão um novo recomeço, mais tranquilo e afastado de toda aquela bagunça da cidade grande, onde o Louis terá mais tempo para a família, por os filhos na cama e essas coisas e Rachel poderá ter um pouco mais de tranquilidade, pois ela tem uma história no passado assustadora, que nenhuma criança ou ser humano naquela idade deveria ter passado..

Eles logo conhecem seu vizinho Jud e de cara acaba se tornando um grande amigo para Louis; o velho parece saber muito sobre o local onde a família foi morar, assim como outros moradores do local e tudo que contam é de dar arrepios..

A família vivência situações sinistras onde o limite entre realidade e pesadelo parece se entrelaçar e deixar não só os personagens aterrorizados, mas a nós leitores também! A filha do casal, Ellie, é uma mocinha muito curiosa e com isso ela descobre o "Simitério" logo de cara e uma procissão de crianças bizarras e mascaradas parecendo estar em luto por seus animais ou sabe-se lá o que; um cemitério criado e mantido pelas crianças Ludlow, um local especial, para que fosse enterrado seus bichos de estimação. Tudo parece dentro de uma certa "normalidade" até que o gatinho Church some, mas na verdade, morreu atropelado na rodovia e é aí que as coisas mais que ruins começam a acontecer. O gato acaba sendo enterrado no cemitério micmac, o cemitério amaldiçoado, que fica além do simitério dos bichos e com isso, o Church volta, mas aquele que retorna, não é exatamente o Church. Tudo isso para não lidar com a perda, para não ter que explicar sobre a morte para a filha e vê-la se decepcionar, escolhas tem consequências, e a escolha de Louis, vai lhe mostrar isso, não apenas uma, porém mais de uma vez!!!

Minhas impressões:

Há momentos de puro horror que pude vivenciar com essa história, não sei se por ter personagens tão jovens como o pequeno Gage e a pequena Ellie.. Mas realmente me senti agoniada no decorrer da leitura e ao mesmo tempo fascinada!

A morte é um tema que sempre levanta várias questões e crenças por parte das pessoas e afins e um tema interessante de ser abordado sempre, nunca sai de moda e sempre se tem o que falar sem ser clichê ou se tornar mais do mesmo e isso, meus caros, o mestre King faz com destreza!!

Mas quem pensa que o livro é só terror e sobrenatural e sei lá, ficção boba, está enganado, pois aqui temos assuntos como disse como a morte, o luto e a forma como isso afeta as pessoas, como as mesmas lidam com isso de diferentes maneiras, da aceitação a negação e também das loucuras e de estar mentalmente instável a ponto de cometer loucuras em nome de "mais uma chance", sem pensar nas consequências reais e a loucura pode ser devastadora, arrasadora, como um furacão que passa e devasta e as vezes não sobra nada para recomeçar!

Nesse enredo, apesar de ficcional e de todo esse sobrenatural com lendas de terras de índios e vida e morte, ainda assim foi impossível não me sentir, como dei a entender antes, no primeiro paragrafo dessas últimas impressões, ligada a família, tocada por uma dor imensa do passado de Rachel, das perdas que a família foi sofrendo e do desespero que tomou conta de Louis. A escrita do King é tão intrínseca que toca o leitor em todos os mínimos lugares e sentimentos e nós estamos ali, sendo conduzidos, rindo, chorando, sofrendo e agonizando junto aos personagens tentando nos preparar para o que estar por vir, mas sem de fato estarmos.. Afinal, ainda que saibamos que o enredo está nos levando para algo que não será boa coisa, quando temos em  mãos uma família comum, crianças e o belo sonho americano, até eu que gosto de ler terror, sangue e coisas sinistras, tento pensar que terá algo bom disso tudo.. Então.. Quem sabe o bom nisso, foi que de um jeito ou de outro, a família permaneceu unida! (piadinha sarcástica, eu sei!)
Mais um clássico do querido King que tenho o prazer de ler e reler!
Que a Editora me envie muito mais livros da Biblioteca do King, pois eu super topo as leituras!!!

Fiquem com o trailer do filme: 


E aí, gostaram?



17 comentários

  1. Quando o livro é do King a adrenalina já começa pela capa, pelo nome, se perde na sinopse e acaba na última página.
    É surpreendente como o autor tem o poder de criar personagens e criar histórias únicas e incríveis.
    Adorei a resenha, o livro, a capa, o nome, tudo. O autor é deslumbrante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Quanto mais leio livros do mestre, mais vontade tenho de ter todos.

      Sou apaixonada pela forma que ele escreve e consegue pôr em um livro diversos assuntos interessantes, sem perder o ritmo jamais!

      Excluir
  2. Oi Karini, realmente o Mr King é um dos poucos autores que conseguem usar tão bem o humor negro.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  3. Oi Karini! Eu já assisti o filme, é bem antigo mas eu adorei, bem macabro mesmo e tenho muita vontade de ler o livro, é uma história muito boa. King faz jus ao seu nome haha

    ResponderExcluir
  4. Oie.
    já ouvi muita gente falar que esse é um dos melhores livros do autor.
    Não li ainda, mas quero, tenho em casa. Muito macabro eles se mudarem para um local onde tantos animais acabam morrendo.
    Um ponto que tu tocou e gostei muito é que King nem sempre aborda só a ficção,lidar com perda, morte sempre algo que a gente discute e ele sabe falar disso muito bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eu gosto muito da escrita dele, justamente por não ter apenas o terror ou sobrenatural, mas por abordar diversos assuntos interessantes e reflexivos.
      Beijos

      Excluir
  5. eu li esse livro e alguns outros dele na adolescencia e lembro que gostei bastante, gosto bastante do autor

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  6. Este livro é incrível, li há muitos anos atrás e algumas partes permanecem vivas na memória. King que é mestre ao desnudar a alma humana através do medo.

    ResponderExcluir
  7. Adoro a escrita de King e certamente Cemitério Maldito é uma de suas obras mais aclamadas. Já li há algum tempo atrás, a história empolga e assusta, difícil de esquecer. Ainda não vi o filme, quero muito ver.

    ResponderExcluir
  8. Já ouvi falar bastante da escrita do King , um tanto macabra mais ainda não tive o prazer de ler.esse talvez seja o primeiro livro de muito dele que irei ler.

    ResponderExcluir
  9. Tenho dois livros desse autor e ainda não tive coragem de me aventurar por suas histórias? Eu sou aquela amiga medrosa, que só de falar em morto, sobrenatural e coisas terríveis que já sai correndo, prazer essa sou eu! (risos) Enfim, e notório que essa trama deixa o leitor eletrizante, pois aborda um tema que gera certo medo nas pessoas, por algo que pouco conhecemos. Pelo visto suas descrições são horripilantes e metem medo de fato no leitor, e cumpre e muito bem seu gênero terror. Gostei muito da resenha, mas infelizmente não e um livro que leria.

    ResponderExcluir
  10. Oi Karini, tudo bem? Ainda não tive oportunidade de ler nada do autor mas já assisti alguns de seus filmes como Cemitério maldito, Misery, O iluminado, Um sonho de liberdade, À espera de um milagre, Carrie a estranha (esses últimos sem saber que eram dele). Esse ano quando me indicaram os livros dele fui pesquisar outras obras e fiquei impressionada que conheço mais dele do que pensava. Até Janela indiscreta com Johnny Depp é dele também. Incrível não? Sempre elogiam muito a escrita de King. Pela sua resenha dá para perceber o porque os leitores gostam tanto. Espero começar a leitura em breve. Beijos, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  11. oi!
    Eu adoro o trabalho do Stephen King :D ele é um dos meus autores favoritos, gostei da resenha o livro é excelente...

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    King é maravilhoso né. Eu preciso finalizar a leitura. Cheguei a iniciar na leitura coletiva, mas me enrolei e acabei para nos primeiros capítulos.
    Essa edição está bem bacana, apesar de estar lendo em ebook quero comprar meu físico.

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    iniciei essa leitura recentemente e mal posso esperar para alcançar o ápice da narrativa. Sua resenha me animou ainda mais. Até hoje li apenas um livro do autor, mas devido a sua escrita versátil, era muito diferente deste. Admito que estou apreensiva, mesmo assim as expectativa altíssimas tem me impelido a prosseguir.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  14. Olá Karini!!!
    Está aí um autor que eu passo longe só por conta das adaptações que cheguei a ler do mesmo e que me assombram até hoje.
    Eu assisti a adaptação de "Cemitério Maldito" a antiga mesmo, porque nem quero chegar perto da atual por conta do meu desespero com o primeiro.
    Minha amiga que já leu amou o livro e disse que é muito bom, não duvido pois o homem é um gênio nesse quesito rsrsrs
    Parabéns pela resenha, mas vou passar a dica pra poder dormir direitinho kkkkkk

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir