Resenha: O Aprendiz de Assassino - A Saga do Assassino #1 - Robin Hobb

Editora: Suma de Letras
Série: A Saga do Assassino #1
Páginas: 376
Ano: 2019
Gênero: Fantasia / Ficção / Literatura Estrangeira

* Resenhado também no blog Livros e Chocolate Quente
Sinopse: Com personagens cativantes, tramas políticas complexas e lutas cheias de magia e reviravoltas, O Aprendiz de Assassino é tudo o que um fã do gênero pode esperar de uma ótima fantasia épica. Fitz tem seis anos de idade quando seu avô o joga aos pés de um guarda real e anuncia que a partir de então o pai deve cuidar do bastardo que produziu ― e o pai de Fitz é ninguém menos que Chilvary Farseer, o príncipe herdeiro dos Seis Ducados. Excluído pela realeza, mas importante demais para ser abandonado, Fitz é criado à sombra da corte, protegido pelo mestre dos estábulos e crescendo em meio aos criados e plebeus da Cidade de Torre do Cervo. No entanto, um bastardo real é uma peça perigosa, e o rei Shrewd não demora a convocá-lo. Carregando no sangue a magia ancestral do Talento e uma habilidade ainda mais instintiva de se comunicar com os animais, Fitz passa a ser treinado para se tornar um assassino a serviço do rei. Quando saqueadores selvagens começam a atacar as regiões costeiras dos Seis Ducados, Fitz recebe sua primeira missão. Embora alguns o vejam como uma ameaça, o jovem bastardo vai provar que pode ser a chave para a sobrevivência do reino.

“Exatamente como um livro de fantasia deve ser. A obra de Hobb é um diamante em meio a falsos brilhantes.” ― George R.R. Martin

Olá queridos leitores, como estão? 

Hoje trouxe a resenha de um livro que estava me deixando bastante curiosa. Ele pertencia a outra editora e recentemente sofreu uma repaginada, sendo publicado pelo Grupo Cia das Letras, selo Suma. 

Já ouvi falar muito desse livro e iniciei a leitura com grandes expectativas, e elas foram todas elevadas; apesar de uma parte do público não gostar do mesmo. A autora possui uma escrita maravilhosa, ambienta bem seu enredo e trás personagens críveis e memoráveis! Além disso, a autora não se perde na forma de escrita, que é dividida em duas partes, onde temos o desenvolvimento do protagonista com tudo que o cerca e consigo mesmo e depois temos um foco maior nas intrigas que se formam! 

O Reino dos Antigos, possui uma grandeza em detalhes e a autora conseguiu passar bem sobre esse mundo que ela cria para nós leitores e seus personagens, além disso o Reino também trás culturas diferentes com detalhes críveis e bem delineados e claro, muitos prefeitos que iremos descobrir no decorrer das páginas! 

Com uma narrativa em primeira pessoa Robin Hobb consegue passar todos os detalhes da sua mente criativa em primeira mão e nos deleitamos em um mundo fantasioso e completamente interessante! A forma como ela constrói seus personagens foi algo que eu amei demais, justamente por trazer personagens muito palpáveis em uma fantasia, com falhas, defeitos, qualidades, dilemas morais e muito mais! Não gosto de personagens perfeitos, gosto de ver o crescimento ou queda dos mesmos de acordo com suas escolhas, tal qual é na vida! Entendem? 

Fitz, nosso protagonista, possui a Manhã, uma forma de permitindo a conexão com animais, só que sua magia não é bem vista, ela é toda como perigosa! Além da Manhã, temos também o , outro tipo de magia, mas que está ligado a e controle mental. Essa magia era ensinada aos nobres selecionados e vem enfraquecendo, pois a muito jovens não são mais treinados nessa magia! 

Nosso protagonista passa anos sendo rejeitado e vivendo em estábulos, quando finalmente é aceito pela família real, ele precisa reaprender muitas coisas, abandonar seus e viver de acordo com o que se espera, na sombra de um rei, o Rei Sagaz. Tido como bastardo, que não é também uma posição respeitosa, Fitz recebe treino em , escrita, luta e a tal magia do Talento. Só que o que ninguém sabe é que Fitz, na verdade está desenvolvendo um talento ou sei lá qual a palavra mais adequada, que é a arte de matar silenciosamente a serviço do Rei, tendo um tutor bem misterioso! 

Lembra que eu disse que o livro consistia em duas partes? Pois bem, em uma delas vamos saber mais a de umas tradições que consiste em dar aos filhos da realeza que sugerem ou habilidades. E com isso acredita-se que o nome dado a uma criança que será treinada em um Talento, O Talento acaba por ser parte daquela criança e a mesma não tem como fugir de praticar seu Talento, como virtude pelo nome que recebeu! Essa tradição leva a outra e que leva aos Seis e resumidamente a realiza espera que o povo acredite em determinadas coisas e situações, pois seus interesses permanecem garantidos! Vamos dizer assim! 

Em determinado momento Os Seis Ducados sofre com o ataque de bárbaros sendo Fitz enviado em uma missão que não permite falhas! Ele está cada dia mais envolvidos por intrigas e seus próprios , uns creem que Fitz é uma ameaça ao trono, outros não o notam e com isso ele vai traçando seus destino em meio a tantas intrigas e ameaças. 

O livro é cheio de reviravoltas e muita adrenalina. Sou apaixonada por este tipo de enredo e não poderia estar mais feliz por ter tido a oportunidade de ler esse livro! 

Encantada com esse universo incrível criado pela Hobb! Quero muito mais desse universo maravilhoso! Espero que não demore muito para vermos mais lançamentos!

Um comentário

  1. Adorei sua postagem de hoje, sempre estou aqui acompanhando seu blog. Tenho aprendido muitas coisas legais aqui e te agradeço por compartilhar...

    Beijos 😘.

    Meu Blog: Dicas da Web

    ResponderExcluir